Publicado 15 de Outubro de 2015 - 5h30

Responsável por julgar irregularidades trabalhistas em 599 cidades do Estado, o Tribunal do Trabalho da 15 Região (TRT-15), de Campinas, é alvo de uma ação do Ministério Público Federal justamente por problemas na contratação de funcionários. O MPF ajuizou ação para que o tribunal “devolva” servidores municipais que atuam no órgão em regime de cessão temporária, por cumprirem tarefas diferentes de suas funções originais e por atuarem há muitos anos, contrariando a natureza provisória da atividade.