Publicado 11 de Outubro de 2015 - 5h30

Reunida em Brasília na última quinta-feira, a Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) defendeu a volta da cobrança da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), assim como a criação de novas fontes para o financiamento da saúde. Os prefeitos elaboraram uma carta que será entregue aos três poderes da União. Pela proposta acordada, a CPMF seria destinada, exclusivamente, para o custeio da saúde e partilhado com estados e municípios.