Publicado 10 de Outubro de 2015 - 5h30

As sugestões para o Plano Diretor 2016 podem ser enviadas até o próximo dia 15 de outubro. A data-limite foi fixada pela Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Urbano (Seplan) para que a equipe técnica tenha tempo hábil para analisar as contribuições e encerrar o diagnóstico comunitário. Os interessados podem mandar suas propostas via internet, por meio do site www.planodiretor.campinas.sp.gov.br; via Sistema 156, tanto pelo telefone como pelo atendimento on-line, ou mesmo registrar as contribuições no Protocolo Geral da Prefeitura. Além das contribuições on-line, os cidadãos podem participar dos eventos realizados pela Secretaria de Planejamento que visam formulação, execução e acompanhamento do processo de revisão Plano Diretor. A secretaria tem promovido um amplo calendário de debates, seminários, oficinas, audiências e consultas públicas, que estão ocorrendo desde o final de 2014.

Até o momento, o processo de revisão recebeu 1,2 mil sugestões entre propostas apontadas nas oficinas com a comunidade e indicações enviadas pela internet. Os eventos realizados pela Seplan tiveram participação de mais de 1,7 mil pessoas. Foram realizadas nove reuniões de apresentação do Plano de Trabalho, seis oficinas de capacitação e escuta inicial junto às comunidades, 11 reuniões de diagnóstico comunitário nas diferentes regiões da cidade e três seminários. Os debates realizados revelaram os problemas, as potencialidades e os desejos dos cidadãos. A base das discussões foram os eixos estruturantes propostos para a elaboração do Plano Diretor Estratégico 2016. Em relação ao Ordenamento Territorial, de modo geral, foi solicitada a ampliação dos equipamento públicos, em especial de Saúde e de Educação, incluindo ainda praças, áreas de lazer e cultura. Na área da Mobilidade, há pedidos de ligações viárias, melhoria no trânsito e qualidade do transporte público, com propostas de implantação de metrô, VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) e BRT (Bus Rapid Transit).

Na habitação, a solicitação foi de celeridade na regularização fundiária e o devido uso das áreas onde houve remoção. (AAN)