Publicado 15 de Outubro de 2015 - 5h30

O técnico Tite confirmou ontem as voltas do zagueiro Gil e do meia Renato Augusto ao Corinthians para a partida de hoje, às 19h30, contra o Goiás, no estádio Itaquerão, em São Paulo, pela 30 rodada do Campeonato Brasileiro. Os dois estavam com a Seleção Brasileira e retornaram aos treinos no CT do Parque Ecológico ontem.

O volante Elias, que na última terça-feira atuou 90 minutos na vitória do Brasil por 3 a 1 sobre a Venezuela, ficará no banco de reservas. "Gil e Renato jogam desde o início. Quanto ao Elias, estou pesando uma série de fatores. O mais importante é o respeito pela saúde do atleta. Em termos físicos, para o jogo todo é humanamente impossível", disse Tite.

O treinador conversou com o preparador físico Fábio Mahseredjian e Elias foi liberado para entrar apenas no segundo tempo. "Ele falou para mim que jogar de 30 a 45 minutos é possível. A possibilidade maior é que o Rodriguinho seja mantido no time titular e o Elias fique como opção. Ninguém está poupando ninguém, estamos preservando", disse Tite. Ontem, Elias foi liberado do treino.

"No 4-1-4-1, o segundo homem, função do Elias, é agressivo, articulação, que trabalha nos dois sentidos. É ofensivo e está trabalhando assim nos treinamentos. Rodriguinho foi bem contra a Ponte Preta e então permanece", completou o treinador corintiano.

Suspenso, o zagueiro Felipe será substituído por Edu Dracena. Na lateral esquerda, o garoto Guilherme Arana retorna após se recuperar de lesão muscular.

Liga

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, afirmou ontem que foi chamado para participar da Liga Sul-Minas-Rio, mas não aceitou o convite. A declaração foi feita durante audiência pública da CPI do Futebol, em Brasília.

"Fui convidado para participar da Liga e neguei. Sou a favor de uma liga, mas que contemple todos os clubes, não só meia dúzia. Não sei de onde eles vão tirar datas para que se façam os jogos do Sul-Minas-Rio porque o nosso calendário é tomado e você não consegue fazer um amistoso sequer para conseguir uma receita extra. Nem uma transferência de jogo a CBF autoriza porque tem que cumprir o calendário, de acordo com o que é publicado", disse.

O dirigente afirmou que está satisfeito com o Campeonato Paulista e, inclusive, acertou a ampliação do acordo de venda dos direitos de transmissão dos jogos da equipe no Estadual por mais seis temporadas. As cotas pagas pela Federação Paulista de Futebol (FPF) são as maiores do País, enquanto que a Liga Sul-Minas-Rio ainda negocia com emissoras interessadas no torneio. "Não iríamos romper o que a gente tem de certo por uma coisa incerta e não sabida", disse o dirigente. (Da Agência Estado)

CORINTHIANS

Cássio; Edílson, Edu Dracena, Gil e Guilherme Arana; Ralf, Rodriguinho, Renato Augusto e Jadson; Malcom e Vagner Love. Técnico: Tite.

Itaquerão supera a marca de um milhão de ingressos vendidos

O Itaquerão baterá hoje, no jogo entre Corinthians e Goiás, a marca de 1 milhão de ingressos vendidos no ano. O estádio tem a maior média de público do País, com mais de 32 mil torcedores por jogo. Apenas o Maracanã vendeu mais entradas do que o Itaquerão em 2015, com uma importante diferença: o estádio carioca recebeu quatro clubes (Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo) e teve este ano quase o dobro de partidas em relação ao Itaquerão.

Até agora, o público total do estádio do Corinthians na temporada é de 967.745 pagantes. Como para o jogo de hoje já foram vendidos 39 mil bilhetes, de acordo com a última parcial divulgada ontem, o clube superará a marca de 1 milhão. O Itaquerão tem registrado bons públicos desde a inauguração, em maio de 2014, mas os números tiveram significativa melhora a partir do jogo contra o Cruzeiro, dia 23 de agosto deste ano, na abertura do returno do Brasileiro.

Após pesquisa feita pelo departamento de marketing com 5.648 torcedores, a diretoria passou a adotar uma nova tabela de preços de ingressos com entradas mais baratas nas áreas mais nobres, que dificilmente ficavam lotadas. A resposta da torcida foi imediata. Após a redução no preço dos bilhetes, o Corinthians disputou seis partidas no Itaquerão. Em três, a torcida comprou toda a carga de ingressos disponível (Cruzeiro, Santos e Joinville). Para o confronto do próximo dia 25, diante do Flamengo, as entradas também estão esgotadas.

"Fizemos um estudo de remodelagem dos preços e o nosso entendimento foi que existia uma demanda reprimida por alguns setores e, se a gente diminuísse alguns valores, conseguiríamos aumentar a média de público", disse o superintendente de marketing do Corinthians, Gustavo Herbetta. (AE)

50.000

O programa Fiel Torcedor,

do Corinthians, conseguiu desde maio deste ano