Publicado 14 de Outubro de 2015 - 5h30

Depois de ser uma das sensações e terminar na terceira colocação da Copa do Mundo do ano passado, a Holanda protagonizou ontem um de seus maiores vexames nos últimos tempos. Em casa, foi derrotada por 3 a 2 pela República Tcheca e está fora da Eurocopa de 2016. O país sequer avançou à repescagem para tentar um passaporte para a França.

Com o resultado, a Holanda ficou de fora da principal competição de seleções europeias pela primeira vez desde 1984. Terminou na quarta posição do Grupo A das Eliminatórias, com 13 pontos em 10 partidas, atrás da República Tcheca (com 22), Islândia (2, com 20) e Turquia (3, com 18).

Os turcos, aliás, eram os principais rivais dos holandeses na vaga pela repescagem. Mas venceram a Islândia por 1 a 0, em casa, mesmo com um a menos em parte do 2 tempo — Tore foi expulso por entrada criminosa em Bodvarsson. O gol de Inan, já no fim da partida, não só acabou com o sonho da Holanda como garantiu a Turquia de forma direta na Eurocopa como melhor terceira colocada das Eliminatórias, superando a Hungria.

Empurrada pela torcida na Amsterdã Arena, a Holanda até começou melhor. Mas aos 23’ de jogo, Kaderabek recebeu pela direita, invadiu a área e bateu firme por cima do goleiro para marcar o primeiro. O segundo saiu cerca de dez minutos depois, quando Sural invadiu pela esquerda e tocou sob Zoet. A Holanda voltou a sonhar aos 42’, quando Suchy fez falta por trás em Depay, que ficaria de frente para o gol, e foi expulso. Porém, aos 20’ da etapa final, Van Persie tentou interceptar cobrança de falta e tocou inexplicavelmente contra o próprio gol.

A Holanda ameaçou uma reação. Aos 25’, Huntelaar aproveitou escanteio da direita e diminuiu. Ainda houve tempo para que Van Persie marcasse mais um.

A seleção da Croácia tem muito a agradecer aos italianos. Ontem, pelo Grupo H, os croatas precisavam vencer a lanterna Malta, fora de casa — fizeram o seu papel e ganharam por 1 a 0 —, e torcer por uma derrota da Noruega para a Itália. No estádio Olímpico, em Roma, os noruegueses saíram na frente e estavam com a vaga, mas nos últimos 20 minutos sucumbiram à pressão da Azzurra e levaram a virada por 2 a 1. Com 20 pontos, mesmo descontando um como punição da Uefa por atos racistas de sua torcida, a Croácia avançou diretamente para a competição na França como a segunda colocada da chave. A Itália, com 24, garantiu a liderança e a Noruega, com 19, ficou em 3 e disputará a repescagem.

No Grupo B, Bélgica e País de Gales já tinham garantido a classificação antecipada, de forma direta. Ontem, a vaga na repescagem ficou com a Bósnia-Herzegovina, que de forma dramática derrotou de virada a seleção do Chipre, fora de casa, por 3 a 2.

Com 17 pontos, os bósnios brigavam pela vaga inédita na Eurocopa. Até saíram na frente com o gol de Medunjanin, aos 13’, mas a virada cipriota veio ainda no primeiro tempo com Charalambidis, aos 32’, e Mitidis, aos 41’. O resultado classificava o Chipre e, assim, a Bósnia-Herzegovina teve que atacar e obteve a vitória com os gols de Medunjanin, novamente aos 44’, e Djuric, aos 22’ da segunda etapa. (Da Agência Estado)

EURO 2016

CABEÇAS DE CHAVE

Alemanha

França

Bélgica

Inglaterra

Espanha

Portugal

DEMAIS CLASSIFICADOS

Albânia

Áustria

Croácia

Eslováquia

Irlanda do Norte

Islândia

Itália

Polônia

República Tcheca

Romênia

País de Gales

Rússia

Suíça

Turquia

Repescagem

Pote 1

Ucrânia

Suécia

Bósnia

Hungria

Pote 2

Noruega

Irlanda

Eslovênia

Dinamarca