Publicado 12 de Outubro de 2015 - 5h30

Poucas horas após confirmar oficialmente a contratação de Juan Carlos Osorio, a seleção do México derrotou os Estados Unidos por 3 a 2, na prorrogação, na noite de sábado, e garantiu vaga na Copa das Confederações de 2017, que servirá de prévia para a Copa do Mundo da Rússia, no ano seguinte.

As equipes empataram por 1 a 1 no tempo normal, mas os mexicanos foram superiores na prorrogação, garantindo o título da Copa da Concacaf, competição criada para definir o representante da confederação no torneio de 2017. O triunfo acabou com o jejum do México, que não vencia os Estados Unidos há quatro anos.

A vitória foi ainda mais saborosa porque o duelo foi disputado no estádio Rose Bowl, em Los Angeles. O placar foi aberto logo aos 9 minutos de jogo, com gol de Chicharito, quase na pequena área. A vantagem, contudo, durou apenas cinco minutos. Após cobrança de falta na área, Cameron empatou de cabeça.

Depois de um primeiro tempo movimentado, as duas equipes caíram de rendimento na segunda etapa. E, sem balançar as redes, levaram o confronto para o tempo extra. O México, novamente, saiu na frente, com gol de Peralta, aos 6 minutos da prorrogação. Como aconteceu no tempo normal, o time norte-americano reagiu e buscou o empate, com Bobby Wood, no segundo tempo.

E, quando o duelo parecia destinado às cobranças de pênaltis, o México anotou seu terceiro gol na partida. Nos instantes finais da prorrogação, Aguilar acertou lindo chute cruzado e marcou um golaço, sacramentando a classificação mexicana para a Copa das Confederações de 2017, na Rússia.

Após classificar o México, o técnico brasileiro Ricardo Ferretti ainda comandará o time no amistoso contra o Panamá, amanhã.

Depois será substituído por Osorio, que deixou o São Paulo no início da semana. O treinador colombiano foi oficializado pela Federação Mexicana de Futebol poucas horas antes do início da partida contra os Estados Unidos. No São Paulo, ele será substituído por Doriva, que estava na Ponte Preta. (Da Agência Estado)