Publicado 15 de Outubro de 2015 - 17h04

Cena do curta-metragem 'Espantalhos': destaque da abertura do Festicini

DIVULGAÇÃO

Cena do curta-metragem 'Espantalhos': destaque da abertura do Festicini

Dos 530 filmes inscritos, 33 produções de 16 países, entre curtas, médias e longas-metragens, concorrem nas 15 categorias do 1º Festival Internacional de Cinema Independente de Sumaré (Festicini). A cerimônia de abertura acontece no sábado, para convidados, com a exibição do curta brasileiro 'Espantalhos' (que concorre no festival), seguida de oito dias de sessões gratuitas no Anfiteatro de Nova Veneza, com entrada franca. 

O anúncio dos vencedores será no dia 31, com a entrega do troféu Festicini e premiação em dinheiro para quatro categorias: Melhor Longa, Média, Curta de Ficção e Curta Documentário. Nos dias 24 e 25, no mesmo local, sempre às 14h, acontece ainda o Festicini Kids, com sessões de nove animações inscritas no evento principal.

O alto número de inscritos já na primeira edição do evento se deu pela política adotada pela organização do festival, que aceitou produções não inéditas realizadas a partir de 2012. “A nossa ideia era sentir o mercado brasileiro, abranger ao máximo a produção independente dos últimos anos justamente para conhecer melhor esse mercado”, explica Carlos Braga, organizador do Festicini ao lado de Wilson Roque Basso. “E, claro, tínhamos um pouco de receio, o que é natural, de por ventura não ter inscritos, já que estamos falando de um festival novo e porque estamos lidando com algo que não depende de nós. Depende de produção, interesse, de pessoas. Então precisávamos achar um jeito de chamar essas pessoas, e a solução foi limitar o mínimo possível o nosso regulamento”, completa Basso.

Com filmes vindos de todo o Brasil e de 70 países, a análise feita pelos organizadores é que o Brasil, apesar de apresentar boas produções, precisa evoluir muito para competir com o mercado internacional. “Pensando no montante, nós recebemos poucos filmes de fora com alta qualidade, e muitos do Brasil em que a maioria não tinha uma qualidade legal para ser passada em um festival. Então a seleção foi muito rigorosa porque o festival sempre teve a preocupação em apresentar apenas filmes de qualidade”, afirma Basso. Mesmo assim, ele afirma que “a safra escolhida, no final, é realmente boa.”

A tendência para as próximas edições, dizem os organizadores, é o número de inscritos aumentar à medida que o festival ficar mais conhecido, por isso o regulamento será cada vez mais restrito, principalmente no tocante ao ano de produção.

AGENDE-SE

1º Festival Internacional de Cinema Independente - Festicini

Onde: Anfiteatro de Nova Veneza (Av. Brasil, 1111, Jardim Seminário, Sumaré)

Quando: a partir de domingo (18) a 27/10, a partir das 19h30 (cerimônias de abertura, sábado, 17, e encerramento, dia 31, são para convidados)

Quanto: entrada franca

O documentário brasileiro 'A Origem' será exibido no dia 21

PROGRAMAÇÃO

Domingo (18)

'Memórias do Cine Argus' (Brasil, 20 min) - O filme recupera a história do cinema de rua Cine Argus através da memórias de funcionários e frequentadores.

'Poop Sobre a Pobreza' (África do Sul/Dinamarca, 7 min) - Um retrato da orla do deserto de Thar, um dos locais mais visitados e fotografados, que abriga a maior feira de camelos do mundo. 

'Espantalhos' (Brasil, 15 min) - Paixão, vida e morte no mundo soturno de dois espantalhos, bonecos inanimados durante o dia, seres com vida e sentimentos durante a noite.

'Leiteira' (Milkmaid, Austrália /Polônia, 7 min) - Buscando uma ligação com a floresta, Milkmaid (Leiteira) procura vingança com crimes cometidos contra a floresta.

Dia 19

'E-Social' (Grécia, 15 min) - É 2035. Anna perdeu o marido e decide criar seu holograma com a Corporação E-A & ?.

'Ao Redor da Mesa' (Brasil, 12 min) - Uma família conversa sobre sentimentos há muito tempo reprimidos.

'Colostro' (Brasil, 15 min) - Rita adota uma bebê e tenta produzir leite, mas o líquido que sai dos seios é vermelho.

'Gotas de Fumaça' (Brasil, 21 min) - Bibi, aos 70 anos, em meio à solidão, decide ajudar sua vizinha Julieta, criando uma relação que beira a angústia da espera da morte.

Dia 20

'Nóia – Um dia no Limite' (Brasil, 15 min) - Baseado em fatos reais, o filme mostra o desespero de uma usuária de drogas.

'A Odisseia Polar' (L'Odissée Polaire, França, 52 min) - Jovens viajantes inexperientes lutam contra o frio e o cansaço durante uma caminhada na Lapónia.

'Campeão' (Champion, Suécia, 19 min) - Um homem do passado retorna em busca de vingança durante o solstício de inverno.

Dia 21

'A Origem' (Brasil, 42 min) - Documentário propõe um conceito de equipamento totalmente natural e biodegradável para o surf.

'Desolados' (Espanha, 7 min) - E se o Sol não existisse? E se as nuvens pudessem cobri-lo completamente?

'Do que é Sensível' (Brasil, 19 min) - O filme acompanha o setor de atendimento à surdocegueira do Instituto Benjamin Constant.

'Difícil de Perder' (Hard To Lose, Reino Unido, 25 min) - Um solitário jovem albanês conhece uma prostituta e busca o romance.

'A Folha Vermelha' (El Folio Rojo, Espanha, 8 min) - Um homem descobre com uma folha vermelha que a vida pode ser mais do que sua rotina.

'Antoine' (Luxemburgo, 11 min) - Renée nunca recebe visitas do filho, apenas cartas, então ela está convencida que é uma mãe ruim.

'Judas' (Brasil, 11 min) - Sábado de aleluia é dia de malhar o Judas... você tem coragem?

Dia 23

'Cartas de Amor são Ridículas' (Brasil, 100 min) - O filme apresenta um pai com cinco filhas cujos nomes são flores.

'Convicção' (La Condena, Espanha, 7 min) - Baseado em uma história real, filme fala sobre os 189 despejos diários na Espanha em 2014.

Dia 24

'Mais uma História' (Brasil, 19 min) - Gabriel é um jovem que espera o diagnóstico que pode mudar sua vida.

'No Escuro' (Brasil, 15 min) - Sobre Jurandir, José Carlos e Mauro pesa a experiência de suas mulheres mastectomizadas.

'Minha Doce Enfermeira' (My Sweet Nurse, Brasil, 15 min) - Entre realismo mágico e horror, uma enfermeira e seu único paciente vivem anos apressados.

'Tomou Café e Esperou' (Brasil, 12 min) - Carlos vai até a cozinha e prepara um café. O tempo que separa o ontem do agora.

'O Jogo' (Brasil, 20 min) - Após discussão durante uma viagem para Campos de Jordão, Julia e Fred iniciam um jogo sexual com consequências definitivas.

Dia 25

'Bosques: Cadeias Alimentares' (Lancuchy Pokarmowe Terenów Zalesionych, Polônia, 6 min) - Longe da agitação da cidade, os heróis de um sangrento confronto descobrem seu lugar na cadeia alimentar.

'Pecado Fatal' (Portugal, 90 min) - Lila regressa à cidade natal para descobrir mistérios de sua infância.

Dia 26

'Hotel Bellevue' (Alemanha, 25 min) - Durante três gerações, os Timms tiveram seus altos e baixos no Hotel Bellevue, gerenciando grande quantidade de clientes.

'O Movimento do Escuro' (Brasil, 20 min) - Maria e Pedro são artistas em frente a uma plateia vazia.

Dia 27

'O Peixe e Eu' (The Fish And I, Irã, 6 min) - Um homem cego tenta salvar a vida de seu peixinho.

'Encontro e Desencontros' (Brasil, 10 min) - Um modelo internacional conhece uma mulher durante um vôo e embarca numa experiência inesquecível.

'Dissonante' (Dissonant, Bélgica, 12 min) - Marino encontra o pai assistindo a

uma fita cassete que estava perdida, carregada de memórias.

'O Balé da Chuva' (Brasil, 11 min) - Uma criança tem pesadelos durante um temporal

e a mãe compara as gotas da chuva com bailarinos.