Publicado 13 de Outubro de 2015 - 16h47

Por France Press

Os cincos funcionários da Air France detidos após agredir dois executivos da companhia aérea serão julgados em 2 de dezembro - informou uma fonte judicial nesta terça-feira (13).

A agressão aconteceu depois de uma reunião, na qual foi anunciada a demissão desses funcionários. As imagens do incidente rodaram o mundo.

Detidos ontem, esses funcionários foram apresentados diante de um juiz nesta terça, em um tribunal de Bobigny, perto de Paris.

O grupo será julgado em 2 de dezembro "por atos violentos que implicaram uma baixa temporária que não excedeu oito dias", acrescentou a fonte da AFP.

Com idades entre 35 e 48 anos, os funcionários são acusado de terem desempenhado um papel ativo no incidente de 5 de outubro. Em uma reunião do comitê da empresa, dois executivos foram agredidos depois que a diretoria anunciou um plano de reestruturação.

Esse programa prevê até 2.900 demissões.

Os executivos tiveram de fugir do local com a ajuda de seguranças.

Quatro dos acusados trabalham na divisão de cargas, e outro, no braço Air France Industries. Alguns têm cargos no sindicato CGT.

O tribunal analisa 14 ações, nove dos vigias e cinco dos executivos.

Escrito por:

France Press