Publicado 10 de Outubro de 2015 - 12h30

Por Adriana Leite

10/10/2015 -CIDADES - ADRIANA LEITE - Clima/Tempo -  A baixa temperatura e as  pancadas de chuva não afastaram os frequentadores do Bosque dos Jequitibás na manhã deste sábado. 

FOTO: Janaína Ribeiro/ Especial AAN

JANAÍNA

10/10/2015 -CIDADES - ADRIANA LEITE - Clima/Tempo - A baixa temperatura e as pancadas de chuva não afastaram os frequentadores do Bosque dos Jequitibás na manhã deste sábado. FOTO: Janaína Ribeiro/ Especial AAN

Depois de enfrentar um calor intenso durante toda a semana, com máximas acima dos 30ºC, o campineiro começou o feriado prologando da Padroeira do Brasil e do Dia das Crianças com clima mais ameno. Na manhã de sábado, os termômetros da estação meteorológica do Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) marcavam 22ºC. A umidade relativa do ar era de 72,6% e o conforto térmico era de 20,8ºC.

A chuva fraca que caiu durante a madrugada de sábado reduziu as temperaturas e logo cedo muita gente teve que tirar o casaco do armário. Os guarda-chuvas também foram companhias constantes de quem teve que sair de casa para trabalhar ou para quem aproveitou para fazer exercícios físicos pela manhã.

A mudança provocada por uma frente fria vinda da Região Sul do País foi comemorada por quem não aguentava mais o forte calor e a baixa umidade. “O clima estava insuportável. Além do calor intenso, a umidade estava muito baixa. Com a chuva, dá uma amenizada. Vim fazer minha caminhada no Bosque dos Jequitibás preparada com a sobrinha e um casaquinho”, comentou a aposentada Célia Rangel, de 65 anos.

De acordo com a previsão do Cepagri, o tempo ficará parcialmente nublado com pancadas de chuva que podem ser fortes. O tempo vai permanecer instável até a próxima terça-feira. Segundo o Cepagri, as temperaturas estarão em declínio, com máximas de 30ºC à tarde e mínima de 20ºC na madrugada. A umidade relativa do ar estará em elevação. Os ventos de Norte terão maior intensidade à tarde.

Escrito por:

Adriana Leite