Publicado 10 de Setembro de 2015 - 19h06

Por Jaqueline Harumi Ishikawa

Fotos: Divulgação

Integrantes do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) prenderam ontem à tarde em três endereços da região de Campinas quadrilha de ataques contra carros-fortes quando se preparava para um novo ataque. Segundo a assessoria de imprensa do Deic, foram presos oito envolvidos e apreendidos cinco fuzis, inclusive um antiaéreo calibre .50, que era usado para destruir a blindagem dos veículos de transporte de valores. Os detidos são investigados em cinco ataques em diversas cidades do interior e a uma base operacional de uma empresa de transporte de valores.

As invasões aos três locais, que funcionavam como bases operacionais do bando, foram simultâneas, em uma ação coordenada com 40 policiais, da 5ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Furtos e Roubos a Bancos, da Divisão de Investigações sobre Crimes contra o Patrimônio, com apoio do Grupo Especial de Reação e do Serviço Aerotático, da Divisão de Operações Especiais. De acordo com o Deic, a precisão da operação permitiu a prisão sem qualquer disparo de arma de fogo.

Em um dos endereços, que não foram divulgados pela polícia, foi apreendido um GM Vectra, com placas de Mogi das Cruzes, cujo vidro traseiro estava preparado para encaixar o fuzil antiaéreo com dois buracos camuflados por um adesivo. A tática do bando, conforme as investigações, era ultrapassar o carro-forte e aproveitando a camuflagem atirar no motor e nos vidros dianteiros do blindado.

Outros detalhes sobre a ofensiva contra a quadrilha somente serão divulgados hoje à tarde em coletiva de imprensa.

Escrito por:

Jaqueline Harumi Ishikawa