Publicado 09 de Setembro de 2015 - 21h42

Por Paulo César Dutra Santana

Paulo Santana

Da Agência Anhanguera

[email protected]

Em uma noite que nada deu certo, a Ponte Preta fez o mais difícil e conseguiu perder para o Vasco, por 1 a 0, ontem, no Estádio Moisés Lucarelli, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time campineiro não levou nenhum perigo real ao gol adversário e teve o atacante Diego Oliveira expulso no início do segundo tempo num lance infantil. E, depois do apito final, a Macaca saiu de campo sob vaias e com o treinador sendo chamado de burro.

O resultado eleva para seis o número de rodadas sem vitória na competição. Com este resultado, o time que estava em 14º lugar caiu para ... e ficou ainda mais próximo da zona de rebaixamento.

O Vasco, que chegou ao seu 10º gol em 24 rodadas, quebrou o jejum de 10 jogos e 52 dias sem ganhar uma partida. O gol do jogo foi marcado por Leandrão, que passou pelo Majestoso em 2012, sem grande destaque. Na ocasião, ele fez 13 partidas pela Ponte e marcou apenas três gols.

Em campo, a Macaca teve um primeiro bastante apático. Sem inspiração e confusa na armação, só chegou uma vez com certo perigo na bola parada. Aos 22, Adrianinho bateu escanteio da esquerda. Renato Chaves surgiu entre os zagueiros e cabeceou para Jordi fazer bela defesa.

Em nova tentativa, aos 32, Biro Biro chegou ao ataque. Dividiu e ganhou dos zagueiros na área, mas foi barrado pelo goleiro vascaíno no momento do arremate final. E foi só porque o Vasco não chegou nenhuma vez ao gol defendido por Marcelo Lomba.

O segundo tempo começou da mesma forma, sem grandes emoções dos dois lados. O Vasco teve uma falta quase em cima da linha da grande área para marcar, mas Nenê chutou para fora, aos 11. A jogada começou com erro de Rodinei na intermediária. Dois minutos depois, Diego Oliveira fez falta desleal em Luan e foi expulso. Ela já tinha recebido cartão amarelo no final do primeiro tempo por simulação de um pênalti.

Doriva mexeu no time e a Ponte conseguiu ficar ainda mais frágil. O Vasco melhorou um pouco e passou a atacar. Aos 21, Riascos recebeu passe na entrada da área, dominou com liberdade e arriscou por cima do gol.

O gol vascaíno saiu depois da participação de quatro jogadores trocando passes como queriam na entrada da área da Macaca. Madson lançou na área, Riascos escorou para Adrezinho que rolou para Leandrão. O atacante dominou e colocou no canto de Marcelo Lomba: 1 a 0, aos 30.

A Ponte não se encontrou. E, aos 38, Leandrão desperdiçou a chance de ampliar. No cruzamento de Nenê, que veio da esquerda, ele ganhou a dividida com Renato Chaves e cabeceou para fora. Aos 47, Riasco ainda mandou uma bola na trave da Ponte, que quase saiu de campo com uma derrota ainda mais marcante.

Escrito por:

Paulo César Dutra Santana