Publicado 07 de Setembro de 2015 - 21h05

Por Inaê Miranda

Uma bancária foi presa em flagrante na noite de anteontem por embriaguez ao volante. Segundo informações da polícia, ela foi detida após provocar um acidente na Avenida Jorge Tibiriçá, no Jardim Nova Europa, em Campinas, por volta das 18h. A mulher, de 45 anos, dirigia um veículo Peugeot, quando colidiu contra a traseira de outro carro, modelo Ecosport, que havia parado em uma rotatória, obedecendo a sinalização de trânsito. As duas condutoras iniciaram uma discussão. A Polícia Militar foi acionada e ao chegar ao local constatou que ambas apresentavam sinais de embriaguez: fala pastosa e odor etílico, dificuldade de compreensão dos fatos e olhos vermelhos. A polícia propôs a realização do bafômetro e apenas a motorista da Ecosporte aceitou. O resultado foi de 0,24 mg de álcool por litro de ar. De acordo com os policiais, nenhuma das duas ficou machucada em razão do acidente, porém a condutora da Ecosport disse que precisava de socorro médico. Ela se recusou a ser atendida pelo Samu e disse que queria ser atendida por médico de sua confiança. Após receber as sanções administrativas, ela foi liberada. Já a condutora do Peugeot se recusou a fazer o teste do bafômetro e foi encaminhada para o Instituto Médico Legal, onde um laudo médico constatou a embriaguez. A bancária foi conduzida ao Distrito Policial, onde ficou presa. O delegado concedeu a liberdade provisória, condicionada ao pagamento de fiança no valor de R$ 3 mil.

Escrito por:

Inaê Miranda