Publicado 07 de Setembro de 2015 - 17h37

Por Jaqueline Harumi Ishikawa

Foto: Jaqueline Harumi

Jaqueline Harumi

Da Agência Anhanguera

[email protected]

Um policial das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) se acidentou durante o acompanhamento a um carro suspeito de estar envolvido em vários crimes anteontem à noite e o condutor do veículo, identificado como Celso Natalino Louro, 36 anos, bateu em uma barreira de concreto em seguida, na Avenida Cardeal Dom Agnelo Rossi, na região do Padre Anchieta. Louro foi preso, mas outros dois ocupantes conseguiram fugir com armados. Dois revólveres 38 foram localizadas ontem de manhã perto do local do acidente e apreendidos.

De acordo com a Polícia Militar, o Civic cinza suspeito foi visto durante patrulhamento da equipe de Rocam, que estava em três motos, por volta das 22h, em Campinas, sumiu e foi encontrado de novo na Avenida Chico Mendes, na região do Parque das Nações, em Sumaré, quando passou a fugir da abordagem. Já no Padre Anchieta, o Civic teria fechado as motos e na tentativa de desviar um dos policiais acabou batendo a moto que conduzia em outro carro. Um dos colegas de farda parou para socorrê-lo, enquanto o outro continuou no encalço do Civic, que bateu na barreira em seguida. Tanto o policial quanto o suspeito ficaram feridos e foram medicados. Na 2ª Delegacia Seccional, Louro negou que estivesse na direção do carro, que é produto de roubo e estava com placas de outro veículo de mesmo modelo e cor, mas acabou preso por receptação e lesão corporal dolosa na direção de veículo.

A primeira arma de fogo foi encontrada pela PM em um terreno baldio da Cardeal Dom Agnelo Rossi por volta das 9h30 com quatro cartuchos. A segunda foi achada duas horas depois na calçada, sob um papelão, depois que um microempresário de 41 anos o chutou sem querer. O revólver entregue na base da PM estava com seis munições.

Escrito por:

Jaqueline Harumi Ishikawa