Publicado 08 de Setembro de 2015 - 10h01

Por Agência Estado

Ricardo Oliveira perdeu pênalti, mas fez dois: artilheiro do Brasileirão com 14 gols

Ricardo Saibun/AE

Ricardo Oliveira perdeu pênalti, mas fez dois: artilheiro do Brasileirão com 14 gols

A ascensão do Santos no Campeonato Brasileiro, que permitiu que o time deixasse a zona de rebaixamento para sonhar com uma vaga no G4, será colocada à prova nesta quarta-feira, na Vila Belmiro no clássico contra o São Paulo. São 12 jogos de invencibilidade no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil.

A longa sequência coincide com a chegada do técnico Dorival Junior, que substituiu Marcelo Fernandes após a derrota para o Goiás. Em 14 jogos, Dorival conquistou dez vitórias (Figueirense Sport, Joinville, Coritiba, Vasco, Avaí, Cruzeiro, Chapecoense e Corinthians, duas vezes), três empates (Flamengo, Atlético-PR e Sport) e apenas uma derrota (Palmeiras).

Essa sequência de jogos sem perder já havia sido conquistada no início do ano nas 12 primeiras rodadas do Campeonato Paulista. Na opinião do treinador, um dos fatores da boa sequência é a força da equipe na Vila Belmiro, onde o Santos tem 100% de aproveitamento sob seu comando.

Para o clássico, o Santos não terá o atacante Geuvânio, que desfalcará a equipe por duas ou três semanas por causa de uma lesão muscular. Por outro lado, Gabriel está totalmente recuperado da contusão que sofreu no jogo da Copa do Brasil contra o Corinthians.

"Agora, estou 100% para o clássico. E com certeza vai ser um jogo muito importante. A gente espera fazer uma grande atuação", disse o atacante no retorno a Santos depois do empate por 1 a 1 contra o Sport, pelo Campeonato Brasileiro.

Escrito por:

Agência Estado