Publicado 11 de Setembro de 2015 - 13h14

Por Agência Estado

O técnico Jorginho cobrou atenção dos jogadores do Vasco para que o time consiga efetivamente iniciar uma reação no Campeonato Brasileiro após bater a Ponte Preta por 1 a 0, na última quarta-feira, em Campinas. Para o treinador, o clima em São Januário ficou mais leve após o fim do jejum de vitórias, ainda que o time ainda esteja em situação muito complicada no Campeonato Brasileiro.

"O clima ficou mais leve após a vitória, mas a concentração continua a mesma. Fizemos apenas três pontos e estamos longe dos times que estão fora da zona. Ainda há uma batalha árdua, mas vencer é importante para o ambiente. Acreditamos no trabalho, no potencial do grupo, e sabemos que temos condições de dar a voltar por cima. Nosso foco está no Atlético Paranaense. Não adianta fazer conta se não conseguimos fazer bem o nosso dever no domingo. Em relação as estatísticas, não pensamos muito", afirmou.

Na lanterna do Brasileirão e a 11 pontos do primeiro time fora da zona de rebaixamento, o Vasco vai encarar o Atlético Paranaense no próximo domingo, no Maracanã. Jorginho projeta um confronto complicado, mesmo que o adversário nunca tenha superado o Vasco no Rio.

É um jogo perigoso contra uma equipe perigosa. Nos últimos anos, o Atlético Paranaense disputou o estadual com uma equipe sub-23, e fortaleceu suas categorias de base. É um time jovem, veloz e que tem uma boa saída de bola. Apesar disso, eles possuem alguns atletas experientes, como é o caso do Walter, que é um grande jogador. Temos que estar atentos. Eles nunca ganharam do Vasco no Rio de Janeiro, mas as estatísticas não contam muito, até porque o momento deles é melhor que o nosso na competição", analisou.

Jorginho ainda não revelou a escalação do Vasco para o duelo com o Atlético-PR e vai comandar mais um treinamento antes do confronto, neste sábado, às 10 horas, em São Januário.

A atividade vai ser fundamental para o treinador saber se poderá contar com Diguinho, Guiñazu, Serginho, Christianno e Rafael Silva, que sofreram contusões nas últimas semanas. Herrera, suspenso, e Anderson Salles, machucado, são desfalques certos. Em compensação, Martín Silva, de volta da seleção do Uruguai, reforçará o time.

Escrito por:

Agência Estado