Publicado 04 de Setembro de 2015 - 21h42

Por Carlos Rodrigues

Após entrar bem no segundo tempo contra o Tombense e Juventude, Anderson Cavalo começa como titular diante do Madureira

Rodrigo Villalba/Guarani FC

Após entrar bem no segundo tempo contra o Tombense e Juventude, Anderson Cavalo começa como titular diante do Madureira

Vencer sempre é o ideal de todos os clubes, mas algumas vezes certas circunstâncias tornam o resultado positivo ainda mais importante para uma equipe naquele determinado momento. Para o Guarani, o triunfo contra o Madureira, neste sábado (5), às 11h, no Estádio Aniceto Moscoso, no Rio de Janeiro, se aplica bem nessa definição. Isso porque, se fizer sua parte, o Bugre se aproximará da classificação no Grupo B da Série C do Campeonato Brasileiro, enquanto um tropeço praticamente encerra a esperança do acesso.

Como seus principais concorrentes pela classificação farão um confronto direto na segunda-feira (7), ganhar os três pontos no Rio de Janeiro vai colocar o alviverde ainda mais inteiro na briga. Caso isso aconteça e a Portuguesa seja derrotada pelo Juventude, o Guarani subirá uma posição na tabela, enquanto qualquer outro resultado em São Paulo, aliado à vitória bugrina, reduzirá a diferença para o G4 de três para dois ou até um ponto, a três rodadas do fim. O time ainda poderá se aproximar da projeção de conquistar três vitórias nas últimas quatro partidas.

Além da melhora na autoestima após o bom resultado obtido na estreia de Pintado, o Bugre também terá a oportunidade de enfrentar um adversário em momento conturbado. Com apenas uma vitória no torneio, o Madureira vê de perto a aproximação da zona de rebaixamento — a distância é de apenas dois pontos. Por isso, o Guarani vê como obrigação conseguir a vitória. "Não podemos inventar desculpa. O campo é ruim, o horário não é apropriado, mas vamos lá para enfrentar tudo, fazer um bom jogo e sair com o resultado que nos interessa", afirma Pintado.

Diante de um gramado irregular e um campo acanhado, o comandante bugrino mexe no time para ganhar força e promove as entradas de Lenon e Anderson Cavalo como titulares. O volante tem a missão de fortalecer a marcação do meio-campo e o atacante será o responsável por brigar com os zagueiros, já que tocar a bola vai ser difícil. Na lateral-direita, Eric foi vetado pelo departamento médico e Oziel está escalado.

"Estamos nos preparando para um jogo complicado por tudo que envolve essa partida, mas se há um período ideal para entrar no G4 é agora", avisa o zagueiro Gladstone. "Por isso precisamos ir para lá concentrados e sabendo que um bom resultado pode nos colocar em situação ainda melhor", completa. "É um jogo-chave para o nosso objetivo de conseguir três vitórias e alcançar a classificação", avalia Lenon.

XODÓ DA TORCIDA

Ele não tem a qualidade técnica como uma de suas marcas. Pelo contrário, prefere trombar com os zagueiros em vez de driblá-los. Mas é justamente esse estilo aguerrido e de entrega que tem feito Anderson Cavalo ir se transformando em xodó da torcida do Guarani. Neste sábado, contra o Madureira, o atacante ganha nova chance como titular e quer, com muita disposição e gols, continuar conquistando os bugrinos.

Seguramente, é seu melhor momento no clube. Depois de passar em branco nas primeiras partidas, desencantou contra o Caxias, ao marcar um dos gols da vitória. Na sequência, decidiu diante do Guaratinguetá, mas justamente nesse período ganhou a concorrência de Giancarlo. Não foi necessariamente um problema. Sempre saindo do banco, Cavalo aproveitou as atuações ruins do titular para cavar seu espaço e ganhar as arquibancadas. Isso ficou evidente quando, no jogo contra o Tombense, a torcida gritou seu nome com apenas 24 minutos de jogo.

Os pedidos surpreenderam o atacante. "A torcida me abraçou e faço de tudo para retribuir esse carinho. Sou um jogador que não desiste de nenhum lance e eles gostam disso. Esse apoio me motiva ainda mais a entrar em campo, fazer um grande trabalho e manter a regularidade", afirma.

Cavalo atribui à retomada de confiança o atual momento que vive. E, nessa nova chance como titular, quer aproveitar a boa fase. "Confiança é tudo. Centroavante vive de gols, e quando sai o primeiro, as coisas começam a dar certo. Sinto que esse jogo contra o Madureira é para mim e vai ter gol do Cavalo", diz o atacante, cheio de moral e otimismo.

NOTAS

Madureira

Após a goleada sofrida para o Juventude por 5 a 0 na última rodada, o Madureira passou por mudanças. A diretoria confirmou a demissão do técnico Toninho Sampaio e efetivou seu auxiliar Bruno Reis. A estreia do novo comandante foi na quarta-feira (2), na vitória por 1 a 0 sobre o América, pela Copa Rio.

Em casa

O jogo deste sábado quase foi transferido. Por conta do estado do gramado, o Tricolor Suburbano havia solicitado a mudança da partida para o Estádio Moça Bonita, do Bangu. Depois, no entanto, o clube voltou atrás.

Dérbinho

Guarani e Ponte Preta se enfrentam, neste sábado, às 15h, no Estádio Luiz Perissinotto, em Paulínia, pelo Paulista Sub-20. O jogo será realizado com portões fechados. O Bugre é o 3º do Grupo 2, com 25 pontos, enquanto a Macaca vem em seguida, com 23. No 1º turno, o alviverde venceu por 4 a 0.

Escrito por:

Carlos Rodrigues