Publicado 10 de Setembro de 2015 - 5h30

Em 2014, o Brasil gerou 623 mil vagas formais de emprego público e privado - o pior resultado anual desde 1999. O número, divulgado ontem pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), faz parte da Relação Anual de Informações Sociais (Rais). Com relação ao estoque de trabalhadores, houve crescimento de 1,27% no emprego formal em 2014 na comparação com o ano anterior. De acordo com o MTE, o resultado aponta uma “perda de dinamismo na geração de vagas”. Em 2013, o crescimento foi de 3,14%. A Rais é fonte de informações sobre o mercado de trabalho e é usada na elaboração de políticas públicas. O cenário para 2015, que apresenta um agravamento da crise, não demonstra que o saldo positivo apresentado no ano passado vai se repetir. O dado mais recente mostra que nos sete primeiros meses deste ano foram fechadas 494 mil vagas. (Agência Estado)