Publicado 06 de Setembro de 2015 - 5h30

Com apenas dois anos de vida, a Evolucional é uma startup que atua na área de educação. Seu sócio-diretor, Rodrigo Amuchastegui, conta que o sistema oferece uma tecnologia que

permite avaliar o desempenho dos estudantes em simulados para o Exame Nacional de Ensino Médio

(Enem). “Desenvolvemos uma plataforma que é disponibilizada para as escolas e que fornece um verdadeiro raio-X do desempenho dos estudantes que fazem os simulados para o Enem. O programa mostra os pontos fracos e fortes de cada aluno e calcula onde o estudante deve focar mais”. Ele comenta que os dados também são utilizados para simular a classificação no Sistema de Seleção

Unificada (Sisu). “Estamos crescendo mais de 700% ao ano e em 2016 pretendemos lançar novos produtos”, afirma. Ele calcula que mais de 300 mil estudantes já utilizaram o sistema para avaliar o desempenho em simulados do Enem. Outro caso de sucesso é a DPR. O engenheiro Bruno Fagundes Flora conta que a empresa nasceu na Unicamp. “O foco principal era o setor de óleo e gás, mas como o segmento passa por uma crise, ampliamos os negócios e oferecemos soluções para a redução do consumo de água e energia elétrica para condomínios”. (AL/AAN)