Publicado 10 de Setembro de 2015 - 5h30

Campinas vai sediar a partir de hoje o Congresso Internacional Freemind 2015, que tem como objetivo discutir os problemas causados pelas drogas por meio de palestras, depoimentos e painéis temáticos. Ao todo, 60 palestrantes nacionais e internacionais irão discutir o papel da educação emocional de crianças e jovens, a prática do esporte e da espiritualidade como ferramentas na prevenção ao uso de drogas lícitas e ilícitas. A 3ª edição do evento será no Expo Dom Pedro - Centro de Convenções e Exposições de Campinas, prédio anexo ao shopping. A abertura oficial será às 19h. O evento segue até 13 de setembro.

Entre os palestrantes estão o médico psiquiatra e escritor Augusto Cury, o apresentador e missionário da Comunidade Canção Nova Dunga; o ex-jogador de vôlei Giba; o padre Haroldo, fundador do Instituto Padre Haroldo; o psiquiatra Ronaldo Laranjeira, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e Unidade de Pesquisas em Álcool e Drogas (Uniad) e o palestrante internacional Thom Browne, do Departamento de Estado dos Estados Unidos. Além de discutirem sobre as práticas preventivas voltadas para jovens, adolescentes e crianças, os especialistas abordarão as melhores práticas atuais na recuperação do dependente químico.

O evento tem como público-alvo a sociedade em geral. No entanto, segundo os organizadores, a procura vem aumentando por pais, profissionais de educação, profissionais da área de terapia — das comunidades terapêuticas — além de profissionais da área da saúde, de maneira geral. As inscrições podem ser feitas hoje, no local, a partir das 13h. O valor para os quatro dias de evento é de R$ 171. Quem quiser participar de apenas um dia, o ingresso terá valor de R$ 50,00. Ingressos para grupos de mais de quatro pessoas terão desconto. No Brasil, segundo a Unifesp, existem mais de 8 milhões de dependentes químicos que afetam a vida de mais 23 milhões de pessoas, dentre os quais, muitos adoecem emocional e psicologicamente, vindo a se tornar co-dependentes. Ainda segundo a Unifesp, apenas 50% desses dependentes químicos passam por algum tipo de tratamento, e desses, a cada 10, somente três ficam limpos por um ano e um permanece limpo para o resto da vida. A programação completa e a relação de convidados do Congresso Internacional Freemind 2015 pode ser consultada no site www.espiritofreemind.com.br. (AAN)