Publicado 09 de Setembro de 2015 - 5h30

Um eletricista de 40 anos foi espancado ao tentar defender uma mulher de um assalto dentro do Terminal Rodoviário Ramos de Azevedo, em Campinas, no final da noite de anteontem. A vítima sofreu lesões pelo corpo e hematomas no rosto. Um vendedor de 41 anos foi preso pouco tempo depois, nas imediações do local, suspeito de ser um dos agressores da vítima.

O crime aconteceu por volta das 23h30, quando o eletricista esperava a chegada da sua filha e do pai, que vinham para Campinas vindos de São Bernardo do Campo.

Segundo a polícia, a vítima estava no saguão da rodoviária, próximo ao ponto de táxi, quando avistou uma mulher que se preparava para entrar em um dos veículos quando foi abordada por dois assaltantes. O eletricista tentou defendê-la do roubo, mas acabou sendo vítima da fúria dos criminosos. Além de ser agredido com chutes e socos, o eletricista também teve o seu telefone celular roubado pelos criminosos. A vítima foi socorrida ao Pronto Atendimento (PA) do Centro e ficou muito machucada. Ele foi medicado no posto e liberado.

Um segurança da rodoviária viu a ação e chamou a Guarda Municipal (GM).

Em rondas feitas nas imediações, guardas municipais detiveram dois suspeitos, mas apenas um deles foi reconhecido como o autor do roubo e agressão e acabou sendo preso.

O homem foi identificado pela GM como Claudionor Veríssimo Fidelis, de 41 anos. “Assustada, a mulher entrou em um táxi e foi embora. Os taxistas, quando perceberam a agressão, correram atrás dos homens, mas eles fugiram e depois foram localizados pela Guarda”, disse uma prima da vítima, D.S., de 20 anos. (Alenita Ramirez/AAN)