Publicado 08 de Setembro de 2015 - 5h30

Um assassinato e uma tentativa de assassinato marcaram o fim da madrugada e o início da manhã de ontem na região do Ouro Verde, em Campinas, num período de pouco mais de uma hora. O estoquista Gustavo Varella Fernandes, de 22 anos, morreu baleado em frente do condomínio onde morava, no DIC 2, em Campinas, logo depois de deixar a mãe no ponto de ônibus, às 5h40. Já um metalúrgico de 36 anos levou duas facadas do servente Gilberto Nascimento dos Reis, de 40 anos, no Vida Nova, às 6h50, sendo que Reis foi detido em seguida com a arma do crime. Os crimes foram registrados na 2 Delegacia Seccional. O ataque a Fernandes não teve testemunhas e a mãe desconhece ameaças ou inimigos que possam ter cometido o crime. O estoquista foi encontrado pela Polícia Militar caído no chão em frente a entrada do condomínio, na Rua Ângelo Arrivabeni. De acordo com os policiais do Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa, que ficarão responsáveis pela investigação da ocorrência, a vítima estava com duas perfurações na face, uma na nuca e duas no braço esquerdo.

O segundo crime acabou em uma padaria da Avenida Pedro Degrecci Júnior, para onde a vítima correu já com um ferimento na região do pescoço e no interior do estabelecimento foi atingida com um golpe na mão. De acordo com testemunhas, o agressor fugiu, mas foi encontrado em seguida por policiais militares a uma quadra do local do crime, na rua, com a faca ensanguentada na mão. A vítima foi socorrida pelo Samu ao Hospital Ouro Verde e segundo a Polícia Civil não corre risco de vida. O delegado Júlio Roberto Soares Júnior, plantonista da 2 Delegacia Seccional, afirmou que a motivação das agressões é desconhecida, visto que o agressor não quis falar com a polícia e a vítima foi socorrida e não prestou depoimento, mas que os dois estavam visivelmente alcoolizados. Reis foi preso em flagrante e encaminhado à cadeia anexa ao 2 Distrito Policial (DP). Policiais do 9 DP ficarão responsáveis pelo inquérito. (Jaqueline Harumi/AAN)