Publicado 07 de Setembro de 2015 - 5h30

O Jockey Club de Campinas ficou com a fachada colorida na noite de sábado. A iluminação do prédio centenário foi para abrilhantar a noite de canções do maestro e compositor campineiro Carlos Gomes, nas vozes de tenores e de um mezzo-soprano. Um bom público acompanhou as canções e outras modinhas das cadeiras colocadas na Praça Bento Quirino, onde está o túmulo do maestro. O evento faz parte do mês dedicado a Carlos Gomes.

A homenagem foi instituída pela Lei Municipal 9.152, de 1996, na semana que antecede o 16 de setembro, dia que o maestro faleceu, em 1896. A programação segue até o dia 30, quando haverá um concerto no Centro de Ciências, Letras e Artes (CCLA).

Nas sacadas do Jockey Club ser apresentaram o mezzo-soprano Vera Pessagno Bréscia e os tenores Vicente Montero e Alcides Acosta, acompanhados pelo pianista Chiquinho Costa. No repertório, modinhas e canções criadas pelo “Tonico de Campinas”, apelido carinhoso que identificava, na década de 1830, o filho do mestre de capela e regente de banda, Manoel José Gomes.

A programação segue com apresentação de corais, concurso de cantores líricos, palestras, recitais, missas, homenagem no túmulo e concertos. Um dos destaques é o concerto da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas no dia 26 de setembro, sábado, às 18h, na Pedreira do Chapadão.

Serão executadas obras de Carlos Gomes sob regência da maestrina convidada Ligia Amadio, atual titular da Sinfônica de São Paulo. Ligia já foi titular da Orquestra Sinfônica de Campinas. (Da Agência Anhanguera)