Publicado 11 de Setembro de 2015 - 5h30

A Liga Sul-Minas-Rio está oficialmente criada. Um encontro realizado ontem, na sede do Flamengo, selou a criação da entidade com a presença de 13 clubes. Ela é apontada como o primeiro passo para a criação de uma liga de alcance nacional. Agora, tentará viabilizar um campeonato já para a próxima temporada, que contaria com a participação de 10 equipes.

Para isso acontecer, porém, será necessário o aval da CBF. A entidade, que já divulgou o calendário do futebol para o próximo ano, não parece muito disposta a apoiar a competição. Mas os dirigentes não creem em impedimento, já que a CBF estaria comprando briga com pelo menos metade dos clubes da Série A.

A nova liga conta com Internacional, Grêmio, Avaí, Figueirense, Criciúma, Joinville, Chapecoense, Atlético-PR, Coritiba, Atlético-MG, Cruzeiro, além de Flamengo e Fluminense. Gilvan Tavares, que dirige o Cruzeiro, foi escolhido presidente da liga, e Nilton Machado, do Avaí, será o vice.

Para ser viabilizada, a competição usará no mínimo sete datas no primeiro semestre do próximo ano. Segundo os dirigentes, a Copa Sul-Minas-Rio não atrapalharia o andamento dos Estaduais. (AE)