Publicado 11 de Setembro de 2015 - 5h30

James Blake passou por uma situação bastante desagradável na quarta-feira, ao ser detido violentamente por engano quando se encaminhava para o complexo Billie Jean King para acompanhar o US Open. O ex-tenista, ainda bastante chateado com a situação, exigiu que a polícia de Nova York ao menos peça desculpas pelo ocorrido.

"Eu ficaria surpreso se eles estivessem se preocupando com isso, já que fui procurado por muitos veículos de imprensa que conseguiram encontrar meu número e eu ainda não ouvi nada da polícia", disse em entrevista à TV norte-americana ABC. "Quero um pedido de desculpas. Quero explicação sobre a forma como atuaram porque acho que todos somos responsáveis por nossas ações e a polícia também".

Na quarta-feira, o ex-número 4 do mundo estava na frente do hotel de luxo onde se hospedava quando foi detido por policiais à paisana. Segundo a polícia, Blake fora identificado por uma pessoa como receptador de celulares roubados. Os policiais não deram maiores detalhes sobre o caso que investigavam.

"Eu provavelmente não estaria tão indignado se não fosse tão óbvio. Eu não estava fazendo nada, não estava correndo, nem resistindo. Na verdade, estava sorrindo", lembrou. O ex-tenista relatou a forma como foi abordado. "Ele me segurou e me jogou no chão. Me disse para virar e calar a boca e colocou as algemas. Minhas primeiras palavras foram: 'Vou cooperar 100%, não quero qualquer incidente”. (AE)