Publicado 09 de Setembro de 2015 - 5h30

Já garantida na Eurocopa de 2016, a seleção da Inglaterra venceu mais uma ontem, ao superar a Suíça por 2 a 0. Mas o triunfo acabou ficando em segundo plano diante de uma marca histórica alcançada no estádio de Wembley, em Londres. Wayne Rooney se tornou o maior goleador da história da seleção ao anotar seu 50º gol pela equipe.

Ao converter pênalti aos 39’ do 2 tempo, o atacante superou a lenda Bobby Charlton, que detinha o recorde de gols há 45 anos. Ele alcançara a marca de 49 gols em maio de 1970, 15 anos antes do nascimento de Rooney. O primeiro gol da partida contra os suíços foi marcado por Harry Kane.

Atual bicampeã, a seleção da Espanha está muito perto da classificação à fase final. Ontem, mesmo jogando com um time recheado de reservas, a equipe comandada pelo técnico Vicente Del Bosque derrotou a Macedônia por 1 a 0, fora de casa, pela oitava rodada do Grupo C das Eliminatórias. O gol foi marcado contra por Tomislav Pacovski, logo aos 8’ de jogo.

Com os três pontos, a Espanha chegou aos 21 e segue na liderança da chave. Na sequência estão Eslováquia, com 19, e Ucrânia, com 16, que se enfrentaram ontem em Bratislava e ficaram no empate sem gols. Assim, os espanhóis só precisam ganhar mais uma partida em outubro, quando enfrentam Luxemburgo (em casa) e Ucrânia (fora).

De forma até surpreendente, a Áustria foi a sensação ontem ao golear a Suécia de Ibrahimovic, mesmo jogando fora de casa, por 4 a 1 e assim garantir antecipadamente uma vaga para a fase final já com a liderança do Grupo G. Com 22 pontos, os austríacos não podem mais ser alcançados por ninguém nas duas últimas rodadas. O resultado foi ainda mais desastroso para a Suécia, pois a Rússia goleou Liechtenstein por 7 a 0 — Artem Dzyuba marcou quatro gols —, como visitante, e assumiu a 2 colocação da chave. (Da Agência Estado)