Publicado 07 de Setembro de 2015 - 5h30

Atual campeão do US Open, o croata Marin Cilic (foto) não teve dificuldades para passar pelo francês Jeremy Chardy nas oitavas de final do torneio, ontem. Cilic fez 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 2/6, 7/6 (7/2) e 6/1, e enfrenta agora nas quartas de final outro francês, Jo-Wilfried Tsonga, que eliminou também ontem, em duelo gaulês, o seu compatriota Benoit Paire.

No primeiro confronto das oitavas do US Open, a chave para a vitória do croata foi seu serviço. O aproveitamento do saque do defensor do título do US Open foi fundamental para garantir pontos cruciais no duelo. Com 23 aces, nove deles apenas no terceiro set, Cilic impediu a entrada de Chardy na partida, mantendo uma boa vantagem. Cilic oscilou apenas na segunda parcial, quando o francês fez 6/2. Com a vitória no confronto, o croata completou 11 triunfos seguidos em Flushing Meadows desde o ano passado. O adversário do croata nas quartas do US Open será mais um francês. Tsonga, cabeça de chave número 19, também passou sem dificuldades por Benoit Paire por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 6/3 e 6/4, em 1h44.

Já a participação do brasileiro Thomaz Bellucci no US Open parou em um dos melhores tenistas da atualidade. Na noite de sábado, o número 30 do mundo foi eliminado na terceira rodada em Nova York ao perder para o britânico Andy Murray, terceiro colocado no ranking da ATP, por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/2 e 7/5. A derrota de sábado confirmou o péssimo retrospecto de Bellucci diante de tenistas do Top 10 em 2015, com oito derrotas em oito duelos. Porém, ao menos o brasileiro tem a comemorar a sua melhor campanha no US Open. "Joguei bem, mas o Murray também jogou muito bem. Nas oportunidades que tive, acabei não aproveitando. Mas saio contente com a minha participação e com o nível de tênis que venho jogando", afirmou Bellucci.

No feminino, Venus Williams dominou a estoniana Anett Kontaveit do início ao fim e despachou a qualifier em apenas 49 minutos, com parciais de 6/2 e 6/1. Venus alcança as quartas de final pela primeira vez desde que fez semifinal em 2010 e aguarda para fazer o 27 duelo com sua irmã Serena. (Da Agência Estado)