Publicado 06 de Setembro de 2015 - 5h30

Antes considerado por muitos um sonho impossível, o G4 passou a ser um objetivo próximo de ser alcançado pelo Santos. Invicto há oito rodadas, a equipe enfrenta o Sport, hoje, às 18h30, na Ilha Retiro, em busca de mais uma vitória para entrar de vez na briga por uma vaga na Libertadores. O jogo é válido pela 23 rodada do Brasileiro.

A equipe vive grande fase e ganhou seus últimos jogos: três pelo Brasileirão e dois, contra o Corinthians, nas oitavas de final da Copa do Brasil. Para manter o embalo, conta hoje com a volta de Gabriel. O atacante não participou das vitórias sobre Cruzeiro e Chapecoense devido a uma lesão na coxa direita sofrida no segundo jogo contra o Corinthians.

O técnico Dorival Júnior também aposta alto no poder de fogo de Ricardo Oliveira, artilheiro do Brasileirão com 14 gols. Geuvânio, com uma lesão na coxa direita, é desfalque. O atacante será substituído por Neto Berola, que vinha atuando no lugar de Gabriel.

"Temos de continuar ganhando. Estamos há um tempo sem perder, somando pontos, mas não chegamos ao objetivo ainda. Temos de continuar nessa pegada para conseguir o objetivo: chegar no G4", afirmou o zagueiro David Braz.

O defensor cita o exemplo do Flamengo, que em 2009 iniciou o campeonato mal, mas após uma arrancada no segundo turno ficou com o título. "Espero que possa acontecer novamente. É difícil, mas não impossível", lembrou o zagueiro, que participou daquela campanha.

Sport

A sequência de oito jogos sem vitória do Sport no Campeonato Brasileiro levou a equipe de candidata ao título ao meio da tabela de classificação, 17 pontos atrás do líder Corinthians. Para também não perder o G4 de vista, o time pernambucano precisa vencer o Santos.

Insatisfeito com o desempenho dos jogadores, o técnico Eduardo Baptista vem mexendo na formação titular nas últimas rodadas. Para hoje, ele confirmou a entrada do lateral-direito Ferrugem na vaga de Samuel Xavier e não revelou quem jogará no ataque.

Hernane e André disputam a posição de centroavante. O primeiro ganhou a vaga na derrota para o Flamengo, mas André recuperou o lugar na equipe na última rodada, no empate sem gols com o Coritiba.

Será o quarto confronto do Sport contra o Santos na temporada. No primeiro turno do Brasileirão, as equipes empataram por 2 a 2. Nos outros dois jogos, pela Copa do Brasil, uma vitória para cada lado. (Da Agência Estado)

Da nova safra, defensores se destacam

Quais são os jogadores que vêm à sua mente quando você ouve a expressão "Meninos da Vila"? Neymar, Juary, Robinho, Diego, Nilton Batata? Quase todos se destacaram jogando do meio para a frente. Uma nova geração de jogadores do Santos está ampliando essa percepção. Em 2015, pensar nos meninos da Vila também é pensar em defensores. Três deles — Gustavo Henrique, Thiago Maia e Zeca — serão titulares hoje contra o Sport e ajudaram o Santos a renascer no Brasileiro.

Não é exagero dizer que Gustavo Henrique deu jeito na zaga santista. Ele ganhou a posição de Werley após disputar o Pan de Toronto (conquistou o bronze) e não saiu mais do time. Com poucas oportunidades, Zeca quase foi jogar nos Estados Unidos no início do ano. Permaneceu e conquistou seu lugar como lateral-esquerdo, mesmo sendo destro. Já Thiago Maia é um dos grandes nomes da nova passagem de Dorival pela Vila. (AE)

SPORT

Danilo Fernandes; Ferrugem, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Wendel, Diego Souza, Marlone e Maikon Leite; André (Hernane). Técnico: Eduardo Baptista.