Publicado 05 de Setembro de 2015 - 5h00

Por Milene Moreto

Milene Moreto

Cedoc/RAC

Milene Moreto

Os vereadores do PSB de Vinhedo informaram ontem, em nota, que não têm conhecimento da filiação da parlamentar Marta Leão (PSD) ao partido e, muito menos, que ela é pré-candidata da legenda à Prefeitura da cidade. O detalhe curioso dessa história toda é que Marta atualmente é oposição e vai continuar nesse papel no PSB. Só que o presidente da Câmara, Márcio Melle (PSB), veste com toda a garra a camisa da situação, assim como o outro vereador da legenda, Paulinho Palmeira. Os dois disseram que vão continuar aliados do governo.

Ficará assim

Melle e Palmeira informam que não receberam notificação do PSB e que permanecem no grupo da base governista do prefeito Jaime Cruz (PV). E marcaram posição. A dupla mandou um recado para o deputado federal Luiz Lauro Filho (PSB), que tratou no partido da filiação de Marta Leão. “O deputado teve uma excelente e expressiva votação na última eleição na cidade de Vinhedo, fruto do nosso trabalho junto à população.”

Frase

Foi um encontro de amigos. Não existe nada definido sobre troca de partido. Nós estamos apenas conversando. (Do vereador de Campinas José Carlos Silva (SD), sobre a reaproximação com o PMDB).

Só que...

Bem, integrantes do PSB disseram ontem que os parlamentares de Vinhedo sabiam da negociação com Marta e que Palmeira, inclusive, participou da última reunião que tratou do assunto. O anúncio, ao que tudo indica, não causou tanta surpresa.

Reunião

Para colocar “os pingos nos is”, os vereadores terão na próxima terça-feira, pela manhã, uma reunião com os dirigentes do PSB. Na primeira parte eles conversam reservadamente e, na segunda, Marta participa.

Bateu saudade?

Ex-peemedebistas, os vereadores de Campinas José Carlos Silva e Cid Ferreira, hoje filiados ao Solidariedade, tiveram recentemente um encontro com Arnaldo Salvetti. Zé Carlos afirmou que o encontro foi “casual”. Ele disse que os três até trataram da possibilidade de retorno ao PMDB, mas que não há definição. Por enquanto, permanecem no Solidariedade. Se quiserem de fato mudar, não terão muito tempo para refletir e pensar no melhor caminho.

De olho

O PMDB em Campinas está mesmo disposto a ampliar a legenda e montar uma chapa considerável no ano que vem. Eles estão de olho em Luis Yabiku (PDT). O vereador adiantou que pretende deixar a legenda, hoje comandada pelo ex-prefeito cassado Hélio de Oliveira Santos, e que está estudando qual o melhor caminho para a eleição.

Resposta

Em 2012, ele não conseguiu a vitória nas urnas. Atualmente, ocupa a cadeira que pertencia ao Pastor Roberto Alves (PRB), eleito deputado federal no ano passado. O convite do PMDB, disseram, já foi feito e pelo ex-vice-prefeito Francisco Soares de Souza, o Chico Frentista. Ele foi vice durante a curta gestão de Pedro Serafim (PDT à época, hoje PRB).

Denunciado

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu foi denunciado ontem pela Procuradoria Geral da República por organização criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro. Junto com ele foram outros 16 e pelos mesmos crimes.

14 anos

Os integrantes do Conselho Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de Campinas farão uma sessão especial na próxima quinta-feira, dia 10, em memória do prefeito Antonio a Costa Santos. Para os integrantes do conselho, são 14 anos de impunidade. Eles pedem a federalização da investigação e do julgamento do caso Toninho. O prefeito foi morto a tiros na noite de 10 de setembro de 2001, na Avenida Mackenzie, oito meses e dez dias depois de assumir o posto. Desde então, a família luta para que o crime seja novamente investigado.

Escrito por:

Milene Moreto