Publicado 10 de Setembro de 2015 - 11h52

Por France Press

Trabalhadora alemã coloca um sapato em uma perna de uma menina migrante da Síria em Munique, sul da Alemanha

AFP

Trabalhadora alemã coloca um sapato em uma perna de uma menina migrante da Síria em Munique, sul da Alemanha

Quase 450 mil refugiados foram registrados na Alemanha no decorrer do ano, sendo 37 mil na primeira semana de setembro, afirmou o vice-chanceler do país, Sigmar Gabriel, no Bundestag (Parlamento).

"A Alemanha registrou até anteontem (terça-feira) 450 mil refugiados desde o início do ano", afirmou aos deputados.

"Em agosto foram 105 mil e nos oito primeiros dias de setembro 37 mil. Talvez passe de 100.000 em setembro", completou.

"Isto mostra, francamente, que a distribuição de 160 mil refugiados na Europa é apenas um primeiro passo, para falar de forma suave. Também podemos dizer: uma gota de água no oceano".

A Alemanha espera receber 800 mil solicitantes de asilo em 2015, um número quatro vezes maior que o do ano anterior e uma cifra recorde na Europa.

A Comissão Europeia propôs na quarta-feira um plano para distribuir 160 mil pessoas pelo bloco, mas Berlim pede um sistema de cotas sem limites para colocar os refugiados nos países da UE, enfrentando assim a mais grave crise migratória em sete décadas. O sistema de distribuição é criticado por vários países europeus.

Fronteira Sérvia-Hungria tem recorde de 5 mil migrantes em 24 horas

Quase 5 mil migrantes, muitos deles refugiados que deixam para trás os conflitos no Oriente Médio, chegaram nas últimas 24 horas à fronteira entre Sérvia e Hungria, um número recorde, anunciou o canal estatal sérvio RTS.

De acordo com a emissora, 3.300 migrantes já atravessaram a fronteira com a Hungria, país da União Europeia.

 

Escrito por:

France Press