Publicado 08 de Setembro de 2015 - 11h10

Por France Press

Criança refugiada chora enquanto se senta em um ônibus superlotado transportar refugiados e migrantes para as estações de metro e de comboio, depois de terem desembarcado de uma balsa fretada pelo governo no porto de Piraeus na área de Atenas, nesta terça (8)

Louisa Gouliamaki/ France Press

Criança refugiada chora enquanto se senta em um ônibus superlotado transportar refugiados e migrantes para as estações de metro e de comboio, depois de terem desembarcado de uma balsa fretada pelo governo no porto de Piraeus na área de Atenas, nesta terça (8)

A ONU deseja uma "resposta global" à crise dos migrantes na Europa e pediu aos países de todo o mundo que assumam suas responsabilidades.

"Precisamos de uma resposta europeia como parte de uma resposta global", disse em Genebra o Representante Especial para a Migração e o Desenvolvimento, Peter Sutherland, que sugeriu a organização de uma conferência internacional sobre a questão.

Ministro francês critica discriminação religiosa contra refugiados

O ministro francês do Interior condenou nesta terça-feira as declarações de prefeitos que se disseram dispostos a receber apenas refugiados cristãos, em um momento em que a Europa enfrenta uma onda de migração do Oriente Médio e África.

"Não entendo essa distinção, condeno e nocivo", afirmou o ministro Bernard Cazeneuve à televisão France 2.

"Na Síria, há toda uma série de minorias perseguidas. Os cristãos do Oriente devem ser recebidos, mas também há muçulmanos que sofrem perseguições e membros de outras minorias perseguidos com igual grau de barbárie", declarou.

Alguns prefeitos franceses se disseram dispostos na segunda-feira a acolher refugiados em suas cidades desde fossem de religião cristã. Um deles justificou sua postura devido ao "risco de terrorismo".

Veja também

Escrito por:

France Press