Publicado 07 de Setembro de 2015 - 10h05

Por Agência Estado

Pelo menos 11 policiais afegãos de uma unidade antinarcóticos morreram em um ataque aéreo no sul do país, anunciaram as autoridades locais nesta segunda-feira (7).

O ataque aconteceu no domingo à tarde na província de Helmand, o centro de produção de ópio no Afeganistão. Uma fonte do governo local acusou a Otan de ter bombardeado os agentes por engano.

Procurada pela AFP, a missão da Otan no Afeganistão afirmou que não executou nenhum ataque no domingo.

A aviação afegã também tem capacidade para executar bombardeios, mas o ministério da Defesa se recusou a fazer comentários.

"Onze policiais da unidade antinarcóticos foram mortos e quatro ficaram feridos em um bombardeio executado por forças internacionais no distrito de Garmsir, na província de Helmand", disse à AFP o porta-voz adjunto do ministério do Interior afegão, Najib Danish.

As forças da Otan concluíram a missão de combate no Afeganistão em dezembro do ano passado. Atualmente, apenas as forças locais lutam contra os insurgentes.

Mas uma força da Otan de 13.000 militares, em sua maioria americanos, permanece no país para treinar as forças afegãs em operações "antiterroristas".

Muitos bombardeios aéreos das forças da Otan, no entanto, foram registrados nos últimos meses.

Escrito por:

Agência Estado