Publicado 06 de Setembro de 2015 - 9h59

Por France Press

Milhares de membros da yakuza japonesa se separaram da organização mafiosa e formaram outro grupo, aumentando os temores de que uma nova guerra entre facções - informou a imprensa local neste domingo.

Segundo informações da polícia, o principal grupo mafioso expulsou 13 líderes de facções.

Esses líderes realizaram uma reunião no sábado, na cidade de Kobe, para organizar o grupo e unir as diferentes facções para a nova organização.

Uma das facções expulsas é conhecida como Yamaken-gumi, um grupo que tem 2.000 membros e emergiu como líder da divisão, de acordo com o jornal Yomiuri Shimbun.

O jornal estimou que o novo grupo teria cerca de 3.000 membros, em comparação com os 23.000 que compõem a matriz da yakuza, o grupo Yamaguchi-gumi.

Assim como seus primos da máfia italiana ou das tríades chinesas, os membros da yakuza vivem principalmente de jogo, drogas e prostituição, mas também entraram ao longo dos anos em muitos setores de atividade (obras públicas, reciclagem, recrutamento de pessoal, etc.) - subvertendo as regras e extorquindo as empresas.

Diante do medo que se desate a violência entre os dois grupos, a polícia japonesa realizou esta semana diferentes reuniões de emergência das quais participaram agentes de todos os distritos do país.

Escrito por:

France Press