Publicado 10 de Setembro de 2015 - 18h21

Por Raquel Valli

Vista noturna de queda de raio em momento de temporal em Campinas

Cedoc/ RAC

Vista noturna de queda de raio em momento de temporal em Campinas

Temporal com fortes rajadas de vento e descargas elétricas (raios) entre a noite desta quinta-feira (10) até o final da sexta (11) na região de Campinas. Esse é o alerta comum que foi emitido esta tarde para a imprensa por três órgãos distintos: pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, pelo Centro de Operações do Grupo CPFL Energia e pelo Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). As distribuidoras da CPFL estão mobilizadas, e suas equipes posicionadas em locais estratégicos para atender às possíveis ocorrências decorrentes da possível tempestade.

“As chances de temporal são realmente altas, de cerca de 80%, com rajadas de vento que podem chegar a 80 km/h”, pontua a meteorologista Ana Ávila, do Cepagri. O motivo é uma nova frente fria que está chegando ao interior de São Paulo. “Não temos como saber, entretanto, se essa tempestade prevista será mais ou menos intensa que a que assolou a região na terça-feira (8)”, completa a especialista.

Em dois dias (entre terça e quarta) já choveu na região mais do que a média para o mês de setembro inteiro. Foram 79,7 ml de chuva, sendo que a média é de 74,4 ml, informa a meteorologista.

“Esse novo sistema em associação com os acumulados de precipitação observados desde o início desta semana mantém elevado o potencial para novos transtornos e para o agravamento de problemas já existentes”, acrescenta a nota da CPFL.

Campinas recolheu na quarta-feira (9) mil toneladas de entulho, provocado pela tempestade da terça (8), cujos ventos chegaram a 98,3km/h. Queda de árvores, de muros e postes, falta de energia e alagamentos foram constantes na região.

A prerrogativa do restabelecimento energético é para setores essenciais, como hospitais, postos de saúde, captação de água, prédios públicos e Unidades de Terapia Intensiva (UTI) domiciliares.

Em caso de eventual falta de energia, a CPFL recomenda que o cliente entre em contato com a distribuidora assim que registrar o problema, por meio dos canais de atendimento.

Além do telefone 0800 010 1010, o contato com a distribuidora pode ser realizado gratuitamente por mensagens via celular (SMS), aplicativos para smartphone e também e-mail: [email protected]

Foto: Marcelo Cavalcanti/ Dep. de Arte/ RAC

Frio

Em relação às temperaturas, a mínima prevista para esta madrugada é de 16°C. Na sexta, a máxima é de 19°C e a mínima de 16°C. No sábado, haverá redução gradual da nebulosidade, com máxima de 23°C e mínima entre 13°C e 14°C.

Escrito por:

Raquel Valli