Publicado 08 de Setembro de 2015 - 5h00

Por Flávio Ricco


SBT, Globo e Record, como se porventura ainda existisse qualquer dúvida, apenas têm feito valer a preocupação, que toda grande emissora deve ter em criar o hábito no seu telespectador. Dar a ele a segurança do que sempre irá encontrar naquele dia e horário.

Daí o sucesso das três, guardadas as proporções de cada uma, com as suas novelas atualmente em cartaz. Até os remelexos em suas estratégias, uma espichando a sua e a outra começando mais tarde, entram como saudáveis componentes de uma disputa, que por tabela acaba envolvendo o público de casa.

Atravessamos, naquilo que diz respeito à teledramaturgia, uma das fases mais interessantes da nossa TV.

E só como palpite, puro palpite de quem está do lado de fora, por que a Record, em vez de “Josué e a Terra Prometida” para sua nova novela bíblica, não dá ela o título de “Os Dez Mandamentos – Parte 2”. E, por coerência aos fatos, “A Terra prometida” como sub. Não custa pensar nisso, até como uma maneira de segurar os excelentes índices de agora. Lá atrás isso foi feito com “Os Mutantes” e deu muito certo.

Arremate

A manutenção de “Os Dez Mandamentos” como título também tem toda coerência, quando se verifica a possibilidade do Josué de agora, Sidney Sampaio, poder vir a ser o protagonista da próxima novela. O público, com certeza, irá reagir até melhor do que ver dois atores, vivendo o mesmo personagem, em novelas sequentes e com linha de continuidade.

Que tormento!

Virou briga a relação do Danilo Gentili com seus futuros vizinhos de um prédio da Alameda Rio Claro, nos Jardins, em São Paulo. A quebradeira proposta pela arquiteta e decoradora entrou no nono mês. Ninguém aguenta mais tanta martelada na cabeça.

Se a moda pega

A Igreja Universal foi condenada porque levou um ex-seguidor a abandonar o tratamento da Aids. Mas é o caso de perguntar: é só a Universal e só o caso de Aids? E as outras? De unha encravada ao pior de todos os males tem todo dia e toda hora alguns senhores prometendo de tudo.

Já disse e repito

Num país com tantos problemas como o nosso, principalmente na área da saúde, as pessoas necessitadas acabam se agarrando em tudo. Até, em casos de maior desespero, nos malefícios propostos por algumas emissoras de rádio e televisão, transformadas em autênticos “templos”. Mentem e prometem qualquer coisa, ao vivo, e em rede nacional.

A regra da audiência

O telespectador já percebeu que João Emanuel Carneiro não está economizando nesses primeiros capítulos de “A Regra do Jogo”. Ele, com a certeza de uma boa história para contar, está fazendo a novela rolar em alta velocidade. Dentro da Globo, há o entendimento de que é só uma questão de tempo para o Ibope do horário ser recuperado.

Mudou tudo

Já de alguns anos, o jeito de fazer novela foi se modificando. A partir de “A Favorita”, do mesmo João Emanuel, o público se acostumou a não aceitar mais a famosa “barriga”. Aliás, a colocação de títulos em cada capítulo do seu trabalho atual tem esse propósito ou objetivo.

Dinheiro em caixa

O “MasterChef” de agora tem só mais duas edições pela frente. Hoje e terça que vem. Mas os seus apresentadores nunca faturaram tanto com as ações comerciais. Neste aspecto, o do dinheirinho no bolso, devemos reconhecer que o programa também foi um grande sucesso.

Outro sinal

Tem restaurante chinês de São Paulo querendo transformar a Jiang, do “MasterChef” em sua garota propaganda. Bacana isso. Agora também devemos reconhecer que são bem poucos restaurantes chineses paulistanos que têm nível de “masterchef”.

Outro lado

A respeito de nota aqui publicada na quinta passada, 3, o Esporte Interativo informa que foram aumentadas as horas de produção no ar, ampliadas as suas equipes, renovados os cenários e são vários os eventos que tem com exclusividade. Ok!. Portanto agora só falta convencer as operadoras.

Início de trabalho

Começaram ontem em Buenos Aires as gravações do quadro “Desafiados”, que estreia em outubro no programa “Caldeirão do Huck”, na Globo. Como proposta explorar os limites físicos e emocionais dos participantes, através de vários desafios.

A atriz Louise D' Tuani (foto), mulher do humorista Eduardo Sterblich, integra o elenco. Também participam do quadro Gabriela Pugliese, Daniella Cicarelli, Maria Joana, Nando Rodrigues, Raphael Viana, Guilherme Leicam e Rafael Zulu.

Crédito: Globo/João Cotta.

Bate – Rebate

· Marisol Ribeiro fez testes para “Josué e A Terra Prometida”...

· ... A atriz está afastada das novelas desde a participação em “Morde & Assopra”, na Globo, em 2011.

· Record já está com todo o elenco da “Fazenda” fechado...

· ... Serão 16 participantes concorrendo ao prêmio de R$ 2 milhões.

· A princípio, Alessandra Maestrini faria só uma participação em “Mister Brau”, nova série da Globo com Lázaro Ramos...

· ... O papel é de uma fã fanática pelo cantor vivido por ele...

· Só que a Maestrini foi tão convincente, que vai ser chamada para outras gravações...

· ... “Brau” vai substituir “Tapas & Beijos”, que hoje encerra a sua jornada nas terças-feiras da Globo.

· Diretor de núcleo na Globo, Maurício Farias guarda a sete chave um projeto intitulado “Zózimo”...

· ... Desconfia-se que seja algo relacionado a Zózimo Barroso do Amaral, jornalista, morto em 1997.

C´est fini

Uma pesquisa de clima realizada pela Record constatou que a maioria do pessoal que trabalha no “Jornal da Record” reclamava da ausência de diálogo na emissora. A partir daí, Thiago Contreira, chefe de redação, passou a fazer reunião individual com cada um de seus editores uma vez por semana. Já é um passo importante.

Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

Escrito por:

Flávio Ricco