Publicado 07 de Agosto de 2015 - 18h23

Por Paulo César Dutra Santana

O técnico Doriva estreia, hoje, no comando da Ponte Preta demonstrando otimismo e confiança no fim do amargo jejum que já chega a sete rodadas. Depois de uma semana de muito trabalho, o novo comandante tentou mexer no esquema tático com a entrada de Bady no meio-campo, no reposicionamento dos laterais Rodinei e Gilson, que estarão um pouco mais de liberdade e cobrou mais presença ofensiva da equipe.

“Estes atletas já demonstrarem durante o campeonato que podem jogar de igual para igual com qualquer adversário. Tanto que iniciaram muito bem. Tiveram uma queda e a gente está buscando agora retomar o caminho das vitórias. Chego com esta missão. De recuperar a confiança dos atletas e resolver as necessidades”, disse o treinador.

Doriva, que este ano foi campeão carioca pelo Vasco e teve jogos importantes contra o Flamengo, espera um adversário ainda mais encorpado. “Acredito que o Flamengo se reforçou muito. Trouxe jogadores de alto nível e tem um elenco muito forte. Sabemos que vai ser difícil, mas acredito na vitória”, comentou.

O atacante Borges, que terá a terceira oportunidade seguida de iniciar uma partida como titular, espera acabar com o jejum de gols. “O Brasileiro é uma competição muito difícil. As oscilações acontecem com todo mundo, mas não podemos ficar lamentando. O segredo é trabalhar e estamos trabalhando muito. É preciso ter equilíbrio porque uma hora toda fase ruim acaba”, confia.

A única dúvida fica por conta do volante Fernando Bob que passou a semana em tratamento de uma contusão na panturrilha. O jogador garantiu, sem a anuência dos médicos, que estará em campo. (PS/AAN)

Escrito por:

Paulo César Dutra Santana