Publicado 05 de Agosto de 2015 - 19h21

Por Paulo César Dutra Santana

Paulo Santana

Da Agência Anhanguera

[email protected]

Além da motivação natural pela estreia do técnico Doriva, a Ponte Preta poderá se apoiar em um retrospecto bastante favorável diante do Flamengo para quebrar o jejum de sete rodadas no Campeonato Brasileiro. Na partida de domingo, às 16h, no Majestoso, a Macaca estará defendendo um tabu de 10 anos sem derrota para o time do Rio de Janeiro e também uma boa vantagem na história dos confrontos.

Em 21 partidas realizadas desde a primeira, no dia 10 de outubro de 1970, a Ponte conquistou seis vitórias, 11 empates e perdeu apenas quatro vezes para os cariocas. Nos últimos 10 confrontos, a Macaca ganhou quatro, empatou cinco e só perdeu uma, em 13 de novembro de 2005. E, ao longo de 45 anos, também marcou mais gols: 27 a 22.

O primeiro confronto, inclusive, foi marcado pelo equilíbrio e terminou empatado sem gols. Naquela noite, em jogo realizado no Pacaembu, a Ponte tinha o meia Dicá como um dos mais jovens do time que acabou sendo expulso no final por trocar pontapés com o jogador Onça, do Fla, conforme a reportagem do Correio Popular contou.

O técnico Doriva, que comandou o primeiro treino técnico ontem, considera o fator campo como fundamental para a Macaca manter este bom retrospecto. “Historicamente, a torcida da Ponte tem peso enorme e pode fazer a diferença também neste jogo. Temos que acreditar e buscar fazer uma boa partida para sair de campo com o resultado a nosso favor. Não vai ser jogo fácil, mas podemos vencer”, avalia.

Independentemente do que diz a história, o atacante Borges espera uma partida equilibrada. “Campeonato Brasileiro não tem jogo fácil. É sempre jogo complicado seguido de outro jogo complicado”, diz, o atleta que é um dos mais experientes do elenco. “O Flamengo vem num bom momento e a gente busca a reação. Por isso, temos que fazer uma grande partida para começar uma nova fase”, completa.

Aniversário

O jogo com o Flamengo, tido como clube de maior torcida no Brasil, foi marcado para este domingo depois que a CBF atendeu a um pedido especial da diretoria campineira. “Queríamos um jogo de peso para comemorar o nosso aniversário de 115 anos e a CBF atendeu. Vais ser uma grande festa para a nossa torcida”, disse o vice-presidente Giovanni Dimarzio.

Os ingressos para esta partida já estão à venda nas bilhterias do Majestoso, nas lojas Baby Sport do Campinas Shoppping e Centro e na unidade social do Jardim das Paineiras. Custam R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia). TC10 pode levar um convidado.

Escrito por:

Paulo César Dutra Santana