Publicado 05 de Agosto de 2015 - 14h55

Por Alenita de Jesus

ÍíCampinas

Foto: Alenita Ramirez Divulgação

Uma moça de 18 anos e um desempregado de 20 anos foram presos em Campinas após assaltarem a casa de uma família no Jardim Amanda, em Hortolândia, no início da madrugada de ontem. O casal de amigos estava com dois comparsas que fugiram. O carro e vários instrumentos musicais das vítimas foram recuperados.

O assalto foi por volta da meia-noite e meia. Um dos moradores foi rendido por quatro bandidos, sendo uma mulher, quando chegava em casa após um culto religioso. O bando levou a vítima para o interior do imóvel onde havia um irmão e os pais. Todos foram rendidos e ficaram na sala enquanto os criminosos pegavam objetos de interesse. A ação durou cerca de meia hora e os instrumentos musicais foram colocados no Palio da família.

Por volta da 1h20 da madrugada, uma viatura da Polícia Militar(PM) patrulhava o Jardim Florence 2, em Campinas, quando avistou um Chevette bege, com dois homens no interior, em atitude suspeita. Os policiais deram sinal de parada, mas o motorista acelerou e conseguiu fugir. Os policiais foram informados pelo Copom sobre o assalto em Hortolândia e que os bandidos também usava um Palio das vítimas. Outra viatura que estava na entrada do Jardim Florence 2 avistou o Palio e seguiram os suspeitos. O motorista tentou fugir, mas parou com o carro nas proximidades da linha férrea. A moça foi pega ainda no carro, já o desempregado tentou correr pela linha férrea, mas foi alcançado e detido. O carro e os instrumentos musicais foram recuperados. “O Chevette achamos dentro do córrego do Florence. Os suspeitos se perderam na direção e caíram no córrego e depois fugiram”, contou o soldado Samuel de Oliveira.

Com o desempregado a polícia encontrou um simulacro. Ele tem passagem criminal por receptação. A ocorrência foi apresentada na Segunda Delegacia Seccional de Campinas.

Três moças e um rapaz invadiram uma loja de roupas na Avenida Campos Sales, região central de Campinas, e duas delas foram detidas quando fugiam com uma sacola com peças de cama e quatro pares de tênis, avaliados em R$ 2,3 mil, ontem de madrugada. Os comparsas fugiram. Uma das suspeitas alegou para a polícia que levaria as peças para um homem que as aguardava em frente a uma loja na Praça Ruy Barbosa. O acusado não foi localizado.

O furto foi por volta das 2h35. A Polícia Militar (PM) chegou as acusadas durante patrulhamento de rotina pela Rua Ernesto Kulman. Ao passar pela via, os policiais avistaram duas mulheres puxando uma sacola grande. Os policiais suspeitaram da atitude delas e as abordaram. Dentro da sacola havia os tênis, quatro edredons, 12 colchas e dois cobertores, todos de casal.

Segundo a polícia, Vivianne Anne Florêncio, de 23 anos, e Lorraine Cristina Correia, de 22 anos, confessaram o furto. Elas alagaram que estavam com um casal de comparsas e que teriam forçado a porta. Vivianne e o homem que fugiu teriam entrado por um vão estreito e pegado as peças. Elas levariam as roupas para um comparsa que pagaria pelo serviço. O valor não foi divulgado.

As moças foram encaminhadas para a cadeia feminina de Paulínia.

Sumaré

Um empresário de Campinas, de 46 anos, foi espancado durante um assalto, anteontem à noite, na Rodovia Anhanguera, em Sumaré. A vítima sofreu ferimentos graves no rosto e cabeça, foi socorrido na UPA Macarenko e liberado após ser medicado. Os criminosos fugiram com mil reais.

Segundo relatos da vítima à polícia, a abordagem ocorreu perto do pedágio, no sentido Campinas, por volta das 19h. O empresário voltava de Piracicaba quando teve seu carro, uma Fiat Strada, fechada por um carro que ele não conseguiu identificar. Do veículo desceram três homens armados que já foram exigindo dinheiro. Como a vítima alegou que não tinha dinheiro, os criminosos o espancaram, inclusive bateu com sua cabeça contra seu próprio carro.

Depois, os bandidos colocaram o empresário na caminhonete e o levaram para fazer saques. A vítima conseguiu fazer dois saques de R$ 500 e foi abandonada na Avenida da Amizade, em uma rotatória, perto de uma igreja. Segundo a Polícia Militar (PM), o empresário estava desorientado e não sabia em que cidade estava.

Durante as idas as agências bancárias, os ladrões bateram o carro da vítima sobre algum objeto que ela não soube dizer o que era.

Quatro homens armados invadiram um supermercado no Residencial Parque Pavan, em Sumaré, na madrugada de ontem, e explodiram um caixa eletrônico 24h. Os criminosos fugiram em um Onix preto sem levar nada. A tentativa de furto foi por volta das 3h. A ação foi registrada pelo sistema de segurança da agência. Na fuga, os ladrões deixaram para trás uma tesoura, um corta-vergalhão, que foi usado para arrebentar um cadeado que ficava no portão de acesso ao caixa eletrônico.

Escrito por:

Alenita de Jesus