Publicado 04 de Agosto de 2015 - 18h42

Por Paulo César Dutra Santana

Um encontro inusitado marcou a tarde de ontem no Estádio Moisés Lucarelli. No momento em que chegava para ser apresentado aos jogadores da Ponte Preta, o novo técnico Doriva se encontrou com entecessor Guto Ferreira. Eles trocaram poucas palavras, se abraçaram e cada um seguiu seu caminho. “O Guto é uma pessoa maravilhosa e um profissional que merece todo meu respeito. Foi uma conversa tranquila e positiva”, contou Doriva.

Guto, que saiu do Majestoso visivelmente emocionado, havia conversado com a reportagem pouco antes do encontro com Doriva e expressou seu sentimento pela demissão. “Não tenho que analisar se foi precipitado ou não. Mas tenho certeza que a gente poderia reverter esta situação para começar a reagir”, disse.

Questionado se esperava sair depois de ter recusado uma proposta milionária do mundo árabe, o ex-treinador da Ponte foi enfático. “Esperar, logicamente, não esperava. Mas quem comanda alguma coisda tem que tomar decisões e a gente respeita”, comentou.

Segundo o treinador, a segunda passagem foi vitoriosa. “A gente conquistou dois títulos pequenos (Troféu do Interior) e esteve perto de um título maior (Série B). Agora, o futuro a Deus pertence e vamos ver o que acontece daqui para frente. Mas fica um carinho muito grande pela Ponte”, finalizou.

A diretoria garante que agiu de forma transparente. "Não foi pela pessoa e nem pelo trabalho do Guto, que é um profissional de altíssima competência. Infelizmente, os resultados não aconteceram. No futebo, é assim", explicou o gerente Gustavo Bueno. (PS/AAN)

Escrito por:

Paulo César Dutra Santana