Publicado 08 de Agosto de 2015 - 13h50

Por Agência Estado

Um bom público compareceu neste sábado (8) pela manhã ao Estádio de Remo da Lagoa Rodrigo de Freitas para acompanhar as finais do Campeonato Mundial Júnior de Remo, que serviu como evento-teste da modalidade. E quem foi até a Lagoa viu a Alemanha ter amplo domínio, com 11 medalhas, sendo cinco de ouro.

As finais deveriam ser divididas entre sábado e domingo, sempre pela manhã, mas foram antecipadas porque existe a previsão de fortes ventos na próximas horas na região da Lagoa. A Federação Internacional de Remo (Fisa, na sigla em inglês), então, preferiu mudar toda a programação. Desde a última quarta-feira (5) as provas foram sendo antecipadas para que o evento pudesse chegar ao fim até 12h deste sábado.

Como o evento-teste está sendo realizado em um período de clima semelhante ao que deve vigorar na Olimpíada de 2016, o Comitê Organizador Rio-2016 admite que mudanças do tipo também podem ocorrer durante os Jogos, o que demandaria mudanças na preparação dos atletas e na organização dos torcedores, que compraram as entradas antecipadamente.

As pessoas que adquiriram ingressos para a disputa deste domingo serão ressarcidas integralmente, com a reembolso nas bilheterias de quem comprou no local e devolução automática no cartão de crédito no caso de quem fez a aquisição pela internet.

O Comitê Rio-2016 chegou a informar que os ingressos estavam esgotados para este sábado, mas, já com as finais em andamento, o órgão anunciou, nas redes sociais, que havia entradas disponíveis para a venda nas bilheterias.

O Brasil participou de finais do Mundial Júnior (até 18 anos) em três provas. Ficou em nono no four skiff masculino (em terceiro na final B) e em 21.º antepenúltimo lugar no single skiff, com Igor Cunha. Entre as mulheres, ficou em 11.º lugar no double skiff, com Milena Viana e Isabelle Falck, do Flamengo.

No remo, a maturidade esportiva é mais tardia do que na maioria das outras modalidades, de forma com que as categorias de base englobem atletas de até 23 anos. O Mundial para remadores desta idade foi realizado há duas semanas, na Bulgária. Caroline Corado e Sophia Camara ficaram em sexto na final B (12.º geral) do double skiff peso-leve, enquanto Vinícius Delazeri e Victor Ruzicki ficaram em terceiro na final B (nono no geral) do dois sem masculino. As duas duplas competiram no Pan de Toronto.

Escrito por:

Agência Estado