Publicado 06 de Agosto de 2015 - 21h36

Por Carlos Rodrigues

Os jogadores durante o embarque para Londrina, onde o time treina nesta sexta-feira (7)

Divulgação/Guarani FC

Os jogadores durante o embarque para Londrina, onde o time treina nesta sexta-feira (7)

O Guarani terá algumas mudanças para o jogo de sábado (8), contra o Londrina, pela 11ª rodada da Série C do Brasileiro. Mas apenas o técnico Paulo Roberto Santos sabe exatamente quantas alterações serão realizadas. Nesta quinta-feira (6), no último treinamento antes da viagem para o Paraná, o treinador esboçou duas formações diferentes, testou formas de jogar distintas e garantiu apenas uma certeza. Mesmo diante das investidas do Ceará, o atacante Giancarlo vai a campo.

O mistério feito por Paulo Roberto se deve aos problemas para escalar o Guarani. O volante Serginho Catarinense, com um problema na coxa, e o atacante Clementino, suspenso, são ausências certas. E o lateral-esquerdo Denis Neves, recuperado de dores no joelho, sentiu um incômodo na panturrilha esquerda e virou dúvida. O jogador fará exames mais detalhados, nesta sexta-feira (7), e, se houver uma evolução, há chance dele atuar. Caso não jogue, Bruno Pacheco entra.

A dúvida do treinador basicamente é pelo estilo de jogo que o Guarani vai exercer contra um adversário que é seu concorrente direto pelo G4 e, em casa, precisará fazer o resultado. Numa das formações, testou Watson na lateral-direita, com Johnnattan, Lenon e Allan Dias como volantes e Fernandinho e Fumagalli mais livres para abastecer Giancarlo. Assim, o time ganharia força no meio-campo. A outra alternativa é com Oziel na direita, Lenon e Allan Dias na proteção, além de Fernandinho, Fumagalli e Watson compondo uma linha de três meias. Nessa ideia, a aposta seria pela velocidade no ataque. O restante do time tem Rafael Santos no gol e Gladstone e Thiago Carpini confirmados na zaga.

"Fizemos uma avaliação com relação à escalação e ao sistema tático a ser utilizado. Eu tinha na cabeça algumas situações e, de repente, elas se tornaram dúvidas. Trabalhamos duas formas distintas e vamos ajustar direitinho. Ainda temos mais um treino (nesta sexta em Londrina) para definir", disse o treinador.

Sobre a presença de Giancarlo, nenhum problema para o Guarani. O Ceará fez a consulta à CBF sobre a situação do jogador e, apesar de ainda esperar a resposta, segue otimista pela contratação. O atleta viajou para Londrina e Paulo Roberto conta com ele. "Não acredito que ele vá ficar sem foco no Guarani. Conversamos e ele está com a cabeça boa", explicou o comandante bugrino.

NOTAS

Patrocínio

O Guarani acertou, nesta quinta, com um patrocinador máster para a sequência da temporada. Trata-se da Casa das Alianças, que fechou contrato com o clube até o final da temporada. A empresa, que tem relação de negócios com o Grupo Magnum, já vai estampar sua marca no uniforme bugrino no jogo de sábado, contra o Londrina, no Paraná.

Patrocínio II

Como de praxe, o Bugre preferiu não revelar os valores do patrocínio, mas o clube considera as cifras importantes para ajudar no caixa até o final do ano. Este é o primeiro patrocinador máster desde a ASA Alumínios, em 2013.

Só nesta sexta-feira

Um dos jogadores do Bugre só vai para Londrina nesta sexta. O meia Allan Dias adiou o dia da viagem porque tem uma audiência na Justiça do Trabalho, em São Paulo, contra a Portuguesa. O jogador cobra valores referentes ao período que atuou na Lusa em 2014.

Escrito por:

Carlos Rodrigues