Publicado 07 de Agosto de 2015 - 18h13

Por Agência Estado

O treinador português foi punido depois de declarar que o árbitro Robert Madley teve 'medo' de dar um pênalti

France Press

O treinador português foi punido depois de declarar que o árbitro Robert Madley teve 'medo' de dar um pênalti

A diretoria do Chelsea seguiu o Manchester City, nesta sexta-feira (7), e também renovou o contrato do seu treinador antes do início do Campeonato Inglês. José Mourinho, que tinha vínculo com o clube londrino até 2017, definiu sua permanência no atual campeão inglês até 2019.

"Se o clube está feliz, eu estou feliz. É importante que nós possamos ter esta continuidade. Espero que possamos continuar tendo sucesso no futuro, para os fãs, jogadores e o clube", afirmou o treinador de 52 anos, que voltou ao clube inglês em 2013.

"Eu disse, quando retornei a este clube, há dois anos, que eu tinha uma sensação especial no Chelsea e nada mudou. Este é o clube que está mais perto do meu coração e eu estou muito feliz por saber que ficarei aqui por mais tempo", declarou Mourinho.

A diretoria do Chelsea também celebrou o acerto. "Estamos muito felizes por José ter assinado por mais quatro anos com o clube. Desde sua chegada, há dois anos, ele vem desenvolvendo nosso elenco com cuidado e já trouxe troféus para Stamford Bridge."

O Chelsea estreará no Campeonato Inglês, neste sábado (8), contra o Swansea. Mourinho tentará repetir a dobradinha de 2005 e 2006, quando levou o clube de Londres ao bicampeonato. Mais cedo, nesta sexta, o Manchester City estendeu o vínculo do técnico Manuel Pellegrini até 2017.

Escrito por:

Agência Estado