Publicado 05 de Agosto de 2015 - 10h46

Espetáculo Proibido Elefantes, da Companhia Gira Dança

Divulgação

Espetáculo Proibido Elefantes, da Companhia Gira Dança

Foto: Divulgação.

Espetáculo Proibido Elefantes, da Companhia Gira Dança

Espetáculo Proibido Elefantes, da Companhia Gira Dança

Na Índia, os elefantes servem como meio de transporte e proibir o livre trânsito desses animais causaria transtornos em vários pontos da cidade. Esse é o ponto de partida do espetáculo Proibido Elefantes, da Companhia Gira Dança, que reflete sobre a percepção da realidade e seus muitos pontos de vista. O resultado dessa pesquisa abre nesta quarta, 5, o Festival Palco Giratório 2015 que traz para São Paulo 19 grupos de teatro, dança e circo, que vão se apresentar na capital, Grande São Paulo, litoral e interior.

O projeto, que pretende fomentar a difusão de companhias fora do eixo Rio-São Paulo, elege trabalhos que levam em conta a diversidade cultural brasileira tal qual o Balé Popular do Recife, grupo homenageado desta edição. Criado em 1976 por André Madureira e Ariano Suassuna, o grupo se apresentará nas unidades do Sesc Santos e da Vila Mariana.

Na programação de teatro, os cearenses do Grupo Ninho de Teatro encenam o Avental Todo Sujo de Ovo, do dramaturgo Marcos Barbosa. Com direção de Jânio Tavares, a história apresenta o casal Alzira e Antero que sofre com o desaparecimento do filho Moacir. Os dois alimentam há quase duas décadas a esperança de reencontrar o menino. Para a felicidade, a família vive o momento esperado, no entanto, não da maneira que esperavam. Esse texto é um velho conhecido dos paulistanos. Em 2013, o diretor Bruno Guida conduziu a encenação com Bete Dorgam e Dagoberto Feliz.

E não é só o Nordeste do País que integra a programação. O Grupo de Teatro de Pernas Pro Ar, sediado há 25 anos em Canoas, no Rio Grande do Sul, traz O Lançador de Foguetes, espetáculo urbano que mistura linguagens de circo, teatro de bonecos e engenhocas.

O Palco Giratório 2015 vai até 30 de agosto e ocupará 18 unidades do Sesc. Dois dos grupos participantes, o Grupo Ninho de Teatro, do Ceará, e o Gira Dança, do Rio Grande do Norte, trazem artistas profissionais com deficiência, o que abre caminho para a acessibilidade nas artes. Veja a programação completa do Palco Giratório no site www.sescsp.com.br/portal/site/palcogiratorio/2015.