Publicado 07 de Agosto de 2015 - 19h05

“Nós sabemos a direção que queremos ir agora, e essa direção agrada todo mundo, então é um novo caminho, um novo norte”. A frase é de Dani Weksler, baterista do NX Zero, ao falar sobre o novo álbum de trabalho do grupo, que foi batizado de Norte, em referência a essa nova fase da banda. Também composta por Di Ferrero (vocal), Fi Ricardo e Gee Rocha (guitarras) e Caco Grandino (baixista), a banda volta à região abarrotada de novidades. Depois de quase quinze anos de carreira, oito discos lançados, ínumeros prêmios e fãs por todo País — e fora do Brasil — o grupo lançou o disco ontem (o novo trabalho também foi disponibilizado na íntegra na internet para os fãs), e irá subir ao palco do Espaço Americana, em Americana, hoje, às 22h com nova turnê, novas músicas e nova estrutura. Em entrevista ao Caderno C, Dani contou que o nono trabalho reflete uma nova fase da banda, como a mudança de gravadora, de Universal para Deckdisc, de produtores e empresários. “Quando se passa por uma crise dessa, tem o perigo de ficar fraco porque você precisa de força pra isso, mas com a gente aconteceu exatamente ao contrário. Nos fortaleceu e mostrou um novo caminho, um novo norte. Nós passamos por um processo meio dolorido pra sair esse CD, precisamos refazer a casa pra todo mundo entrar na mesma sintonia, acabar com a mesmice. Então estamos uma fase ótima em que os fãs perceberam isso, estamos em uma energia renovada, uma coisa super boa no palco entre a gente e a galera pode ter a oportunidade de ver isso ao vivo e claro, conferir as músicas novas”. Grandes nomes participaram do álbum, como o produtor Rafael Ramos, que produz artistas com Pitty e Titãs, e as rédeas da mixagem foram tomadas por Mário Caldato Jr., que já trabalhou com a banda americana Beastie Boys, Tim Palmer que leva seu nome em discos do Pearl Jam, U2, Ozzy Osbourne e Jim Scott que trabalhou também com Foo Fighters, Rolling Stones, Red Hot Chili Peppers, bandas que são influências para o NX. A participação especial ficou por conta de Lulu Santos, assumindo os solos de guitarra na faixa Fração de Segundo. O cantor já tinha uma proximidade com a banda, que em 2010 gravou uma versão de Um Certo Alguém para compor a trilha sonora da novela Malhação, da Globo, e intensificou a proximidade após o vocalista, Di Ferrero participar do programa The Voice Brasil ao lado do cantor. “Queriamos uma participação que fosse uma coisa diferente, então sabemos que o Lulu foi um dos primeiros caras que trouxe o lap steel (guitarra havaiana) para o Brasil, e a música super combinava com isso. Ele foi no estúdio, participou de alguns processos e é um cara que somos muito fãs e ter a mão dele no álbum é uma honra enorme”. Outro diferencial são as letras, que desta vez falam sobre momentos felizes com um som mais para cima. Dani ainda adiantou que um projeto está em andamento para a gravação de um novo DVD. “Cada música é super importante, todas tem um peso igual e queremos valorizar isso do pessoal ver a gente tocar todas as músicas pra eles se apaixonarem por cada projeto como nós nos apaixonamos por cada música. Já para o show, costumamos mudar o setlist em cada cidade, no camarim nós decidimos em cima da energia, então sempre tem uma novidade e essa é a graça”, convida o músico.