Publicado 07 de Agosto de 2015 - 5h30

Estudo divulgado ontem pelo Sindicato da Habitação (Secovi) aponta que em 36 meses (agosto de 2012 a julho de 2015) foram lançadas 8.692 unidades habitacionais em Campinas, 8.242 verticais e 450 horizontais. O Valor Global de Vendas (VGV) alcançou R$ 2,543 bilhões. Segundo a pesquisa, 3 mil eram com três dormitórios, 2.496 tinham dois e 1.498 eram de um quarto. Mais 1.248 eram da categoria de dois dormitórios econômico. Foram comercializadas 5.694 unidades. Casas e apartamentos de três quartos foram os mais vendidos (1.839). A média de preços ficou em R$ 448.097,00 (um quarto), R$138.491,00 (um quarto econômico), R$ 406.659,00 (dois quartos), R$ 159.941,00 (dois econômico), R$ 595.727,00 (três) e R$ 1.138.693,00 (quatro). “O mercado está favorável para a compra porque a estabilidade dos negócios estimula as empresas a oferecer benefícios”, disse o diretor da Regional Campinas, Fuad Jorge Cury. (AAN)

Desemprego é principal justificativa de inadimplentes

O desemprego é a principal justificativa para a inadimplência no pagamento dos aluguéis em Campinas. A empregada doméstica M.I.S., de 43 anos, alugou uma casa de quatro cômodos, em 2013, por R$ 650,00 mensais, num momento em que seu marido recebia um salário de R$ 2,5 mil como motorista de treminhão. “Meu marido foi demitido no ano passado. Eu tive que voltar a trabalhar para a gente comprar comida e pagar luz e água, mas o aluguel não deu mais para pagar”, contou.

Ela disse que está com os pagamentos atrasados desde outubro do ano passado, mas que a Justiça ainda não se pronunciou. “Vou ter que pagar, mas não o valor que a imobiliária quer. Vamos ver o que a Justiça decide”, afirmou.

A pensionista A.C.S., de 33 anos, afirmou que também está encontrando dificuldades para pagar o aluguel de R$ 500,00 mensais depois que o marido perdeu o emprego de serralheiro. Ela conta que procura uma casa mais barata para locar. “Recebo um benefício de um salário mínimo do INSS e a situação ficou dificil, pois tenho três filhos para criar.” (LS/AAN)