Publicado 07 de Agosto de 2015 - 5h30

A instalação em Campinas de um centro de diagnóstico do Hospital do Câncer de Barretos mostra-se um robusto e promissor reforço para a Saúde de Campinas. Referência nacional na prevenção e tratamento da doença, o hospital é o que se pode considerar um orgulho para o País. Promove a saúde por meio de atendimento médico hospitalar qualificado em oncologia, de forma humanizada, para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), apoiado em programas de prevenção, ensino e pesquisa.

Mais que tratar seus pacientes, o hospital desempenha importante função preventiva, ao mesmo tempo em que usa de alta tecnologia para realizar cirurgias pouco invasivas, como por exemplo a retirada de tumores e da próstata.

Profissionais da área, no Brasil e no Exterior, além da comunidade que já foi atendida pelo complexo hospitalar em Barretos, reconhecem a vanguarda do atendimento e a maneira humanizada como são trabalhados os procedimentos, desde a rotina de exames até o tratamento para a tentativa de vencer ou atenuar a doença.

Assim como já ocorre em outras unidades, a de Campinas será municiada com três carretas preparadas para fazer diagnósticos nos mais longínquos cantos da cidade, na busca de potenciais vítimas do câncer. Esses “caminhões da saúde” estarão equipados para fazer mamografias, colonoscopias, tomografias e biópsias.

Já a unidade física que será construída em Campinas fará o diagnóstico de quatro tipos de câncer: colo de útero, pele, mama e pulmão, além de pequenas intervenções, como punções. Os procedimentos de alta complexidade continuarão sendo feitos na rede de saúde pública. A Administração Municipal estuda instalar o hospital em área central da cidade, visando facilitar o acesso da população e ao mesmo tempo favorecer o tratamento em instituições próximas. Três áreas são analisadas perto do Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, cujo setor de oncologia se destaca pelo excelente atendimento prestado.

Embora a vinda do Hospital do Câncer seja resultado de um processo de compensação do Caso Shell, que afetou dezenas de trabalhadores de uma fábrica de agrotóxicos em Paulínia, deve-se comemorar sua implantação. Louva-se o excelente trabalho que as instituições existentes em Campinas desenvolvem, mas a instalação do centro de diagnóstico é um reforço no atendimento em procedimentos bancados pelo SUS. Não só Campinas, mas a população da região será beneficiada com esse empreendimento, haja vista que o hospital se notabiliza por prestar um atendimento universal e humanizado.