Publicado 03 de Agosto de 2015 - 5h30

[CR_TXT_3LINH]Thaís Jorge[/CR_TXT_3LINH]

[CR_TXT_PROCE]Especial para a AAN[/CR_TXT_PROCE]

[CR_TXT_3LINH][email protected][/CR_TXT_3LINH]

A cidade de Campinas amanheceu ontem encoberta por uma fumaça branca com forte cheiro de queimada que foi percebida em diversos bairros, principalmente nos que ficam próximos a Valinhos. De acordo com o bombeiro Alisson França, do grupamento do Centro, não havia registros de focos de queimada no município no dia de hoje, mas ontem, entre as 20h e 23h, alguns casos foram registrados em Valinhos e também na região do Campo Grande, em espaços de mata fechada.

“Isso acontece muito nesse época do ano por conta do frio. As baixas temperaturas retêm a fumaça, que demora mais para se dissipar. Então por isso alguns bairros amanheceram encobertos. Conforme a temperatura vai aumentando, ela acaba retornando para o solo. No período da tarde já deve estar bem melhor”, explica França.

No bairro Parque Prado, sinais de fuligem já apareceram na madrugada em algumas casas. “Pensei que alguém tivesse ateado fogo em algum mato próximo de casa. O quintal estava cheio de fuligem, forrado mesmo”, conta o pedreiro Genivaldo Silva.

A fumaça foi percebida por volta das 8h por alguns moradores, entre eles a caixa Márcia Souza, que saiu de casa logo cedo para ir ao trabalho. “Parecia uma neblina muito forte, mas com um cheiro de queimada. Estava ruim até para respirar. Quando cheguei aqui na padaria para trabalhar, vários clientes vieram comentar a mesma coisa. O tempo está muito seco mesmo nos últimos dias, mas hoje com certeza foi pior com essa fumaça”, opina.

Segundo o diretor da Defesa Civil de Campinas, Sidnei Furtado Fernandes, anteontem a cidade entrou em estado de atenção devido à baixa umidade do ar, que estava em cerca de 26%. “Além de provocar queimadas ser uma ação ilegal, é um absurdo fazer esse tipo de coisa com o ar tão seco. A dispersão da fumaça no Inverno é muito mais difícil, e até queimadas de fundo de quintal podem comprometer o ar. Vejo ainda muita gente usando queimada para limpeza de terreno por exemplo, o que é irregular e deve ser denunciado”, orienta. As denúncias podem ser feitas pelo telefone 156.