Publicado 03 de Agosto de 2015 - 5h30

Cesar Cielo vai tentar hoje, a partir das 11h30, o tricampeonato na prova de 50 metros borboleta no Mundial de Esportes Aquáticos. Ele se classificou para a final com o oitavo melhor tempo e um de seus maiores rivais será outro brasileiro, Nicholas Santos, que ontem fez bonito na piscina de Kazan com a segunda melhor marca das semifinais. Cielo sentiu dores no ombro, o que o atrapalhou bastante.

"Na hora da adrenalina, a gente sente muito pouco o incômodo no ombro. A sensação não está boa, mas não é hora de pensar nisso. O objetivo era chegar à final. Entrei apertadíssimo, mas agora é entrar com tudo para melhorar essa posição", explicou o atleta.

Nadando próximo de Cielo, Nicholas Santos bateu na frente de todos, com 23s05, segunda melhor marca das semifinais. O melhor tempo geral foi do francês Florent Manaudou, que cravou o melhor tempo do ano na prova: 22s84.

Cielo espera poder nadar na casa dos 22 segundos para sonhar com uma medalha. Ontem revelou que foi para o sacrifício. "É uma satisfação estar na final de novo, mesmo na raia 8. Fazendo uma boa prova, qualquer coisa pode acontecer. Está difícil nadar rápido, mas vou me concentrar em fazer uma prova melhor", afirmou.

Por causa das dores no ombro, ele não disputou a final do revezamento 4x100m livre, quando o time brasileiro ficou com a quarta posição, atrás de França, Rússia e Itália — Estados Unidos e Austrália não chegaram à final. (AE)