Publicado 05 de Agosto de 2015 - 16h05

Por Agência Estado

O governo recebeu sinais de que terá grande dificuldade na aprovação do projeto que altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016

Evaristo Sá/France Press

O governo recebeu sinais de que terá grande dificuldade na aprovação do projeto que altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016

A presidente Dilma Rousseff usou sua conta no Twitter nesta quarta-feira (05), para informar que a terceira etapa do Programa Minha Casa Minha Vida será lançada no dia 10 de setembro. "Boa notícia! Marcamos para o dia 10 de setembro o lançamento do #MinhaCasaMinhaVida3", escreveu.

A promessa de implantação da terceira fase do programa foi usada durante a campanha eleitoral da presidente, mas seu lançamento foi adiado várias vezes, principalmente por causa da frustração da arrecadação de impostos. Neste ano, o orçamento do Minha Casa caiu de quase R$ 20 bilhões para R$ 13 bilhões.

Para revolver o problema, entre as novidades da próxima etapa, o governo estuda criar uma nova faixa de beneficiários do programa com renda entre R$ 1,2 mil e R$ 2,4 mil, com subsídios também do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Essas famílias poderão comprometer até 27,5% da renda com o financiamento da casa própria. Assim, nessa nova modalidade, o subsídio com verbas federais será menor, porque haverá uma contrapartida do próprio interessado, do governo estadual ou da prefeitura.

O programa foi criado no fim do governo Lula para financiar imóveis para famílias de baixa renda. Sob a gestão e execução do Ministério das Cidades e da Caixa, o Minha Casa Minha Vida registra até agora 2 milhões de contratos.

Escrito por:

Agência Estado