Publicado 03 de Agosto de 2015 - 14h41

Por Agência Estado

Juízes federais e procuradores da República também divulgaram manifestações de apoio a Moro (foto)

Reprodução

Juízes federais e procuradores da República também divulgaram manifestações de apoio a Moro (foto)

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela condução da Operação Lava Jato no Paraná, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) autorização para transferir o ex-ministro José Dirceu, preso preventivamente nesta manhã (3) em Brasília, para a carceragem da Polícia Federal em Curitiba.

Como Dirceu cumpre pena atualmente em razão da condenação por corrupção ativa no Mensalão, a autorização precisa ser concedida pelo ministro Luís Roberto Barroso, responsável pela execução penal de Dirceu no Supremo. Em ofício encaminhado a Barroso, Moro afirmou que determinou que Dirceu fosse levado provisoriamente à PF em Brasília, mas solicitou a transferência do ex-ministro.

Prisão domiciliar

"Como as investigações e processos tramitam em Curitiba, seria importante, contudo, a sua remoção para a carceragem da Polícia Federal em Curitiba. Assim, solicito respeitosamente a Vossa Excelência autorização para transferência do acusado", escreveu Moro.

Dirceu cumpre pena do mensalão em prisão domiciliar desde novembro e foi preso novamente de forma preventiva nesta manhã em decorrência das investigações da Lava Jato, que apura esquema de corrupção na Petrobras.

Veja também

Escrito por:

Agência Estado