Publicado 03 de Agosto de 2015 - 18h16

Por Inaê Miranda


Inaê Miranda/AAN

Um grupo de manifestantes protesta neste momento na Câmara de Campinas contra a medida que proíbe a discussão de gênero nas escolas. As sessões do Legislativo foram retomadas nesta segunda-feira (3), após recesso parlamentar de julho.

Os manifestantes entraram no plenário fazendo muito barulho. A Guarda Municipal liberou a entrada dos grupos após solicitar reforço do número de homens. Uma viatura da GM está na porta do prédio do Legislativo.

O Ato Público por uma Educação Libertadora é contra a proposta do vereador Campos Filho (DEM) que veta a discussão sobre gêneros nas escolas de Campinas. O vereador quer que o projeto integre a Lei Orgânica da cidade.

A proposta de Campos deverá ser votada em segunda discussão, mas ainda não há data definida para o projeto entrar na pauta para análise. A legalidade da proposta já foi aprovada no final do primeiro semestre.

"Estamos lutando por uma educação libertadora. O estado é laico. Para nós, discutir gênero é combater a violência. Vivemos em uma sociedade onde tudo o que é diferente é excluído. E não é essa a educação que nos queremos", afirma a manifestante Pilar Guimarães.  

Escrito por:

Inaê Miranda